Trabalho reconhecido: secretária se reúne com representantes do grupo Mulheres de Peito

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Por Luiza Sampaio

A secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça, recebeu em seu gabinete representantes do grupo Mulheres de Peito, movimento social formado por sergipanas que apoiam e lutam pelos pacientes com câncer. A visita serviu para que fosse feito um balanço das ações realizadas na esfera da oncologia em Sergipe nos dois últimos anos.

Conceição Mendonça iniciou o encontro agradecendo pelo trabalho que o grupo desenvolve e garantindo que os pacientes oncológicos podem ter na Secretaria e na Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) dois grandes parceiros. “Quando assumi a SES, recebi um único “pedido” do então secretário (Zezinho Sobral): que eu cuidasse da Oncologia. E assim o fiz. Durante todo o ano, isso foi uma prioridade da equipe que compõe esta gestão”, revelou.

Segundo ela, apesar da difícil missão, o ano de 2016 foi de importantes conquistas. O Tratamento Fora do Domicílio (TFD), realizado através do convênio firmado com o Complexo Hospitalar Manoel André, Hospital Chama, em Arapiraca (AL), recebeu, até agora, 192 pacientes. O contrato de manutenção preventiva do aparelho de radioterapia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) otimizou a utilização da máquina, que praticamente não apresenta mais problemas e atende aos pacientes em dois turnos.

“Tivemos a implantação do Protocolo Estadual de Quimioterapia Antineoplásica, que engloba a oncologia clínica, pediátrica e hematologia. A criação dele padroniza e qualifica o tratamento do câncer no que diz respeito aos medicamentos oncológicos”, ressaltou, destacando, também, as melhorias de equipamentos e mobiliários feitas no Centro de Oncologia Dr. Oswaldo Leite e o andamento das obras do Bunker.

Reconhecimento

O grupo Mulheres de Peito reconheceu o esforço feito pela gestão SES/FHS nos anos de 2015 e 2016. Trabalho que, segundo as representantes, tem rendido pontos positivos para o tratamento dos pacientes. “Foi um encontro muito proveitoso, onde pudemos discutir desde a consulta até as cirurgias feitas. É claro que temos muito a melhorar, vamos continuar buscando respostas sempre que for necessário, mas podemos dizer que este último ano foi de conquistas significativas”, avaliou Aline Souza, fundadora do movimento.

Entre as ações, ela destacou o funcionamento do TFD e o contrato de manutenção da radioterapia do Huse como dois avanços para a Oncologia. “O paciente saber que seu tratamento está garantido é essencial para ele. O serviço do Hospital de Urgências melhorou muito, temos que reconhecer, e o TFD acelerou o andamento da fila de espera. Sem dúvida, foram iniciativas muito importantes e que vão contribuir para um 2017 com muito mais esperança. Teremos um ano melhor!”, ponderou.