Técnicos da Secretaria de Estado da Saúde discutem estratégias de regionalização do atendimento à população

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Com objetivo de alinhar características de Sergipe ao projeto de apoio ao desenvolvimento de sistemas regionais implantado pelo Hospital do Coração de São Paulo (Hcor), profissionais de todas as áreas técnicas da Secretaria de Estado da Saúde (SES) participaram de reunião nesta segunda-feira, 29, com representantes do hospital, do Ministério da Saúde (MS), do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (Haoc), além de gestores municipais das sedes de regiões de Saúde em Sergipe.  A implantação do projeto é resultado da assinatura de um Termo de Compromisso com o Hcor, que firma parceria entre o Governo de Sergipe, através da SES, a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e a instituição paulista.

 

O projeto em questão, assim como outro relacionado à criação de um Plano Diretor de Redes Hospitalares, já em andamento está sendo executado através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional (Proadi), do MS. “O objetivo dessa primeira etapa do projeto de sistemas regionais é alinhar junto com o Hcor as características de Sergipe, visto que é um projeto nacional e cada estado tem suas peculiaridades. Os presentes irão expor como funcionamos enquanto estrutura de Secretaria de Estado e Sistema Estadual de Saúde em Sergipe”, declarou a assessora técnica da Diretoria de Planejamento da SES, Jackeline Dourado.

 

Apoio à regionalização

 

No que diz respeito ao desenvolvimento de sistemas regionais, a intenção é apoiar a regionalização através de um processo de educação-ação com duração de seis meses, a fim de desenvolver capacidades de planejamento e gestão em equipes regionais do estado e dos municípios, produzindo mapas da saúde e planos de intervenção regionais. O resultado seria a criação de um espaço de laboratório de planejamento e gestão regional, que funcionará como suporte estratégico para intervenção e produção social da qualidade de vida nos territórios.

 

Após as explanações feitas por parte do Hcor, técnicos da SES e demais áreas elaborarão um desenho customizado do projeto implantado nacionalmente, para o Estado de Sergipe. O médico do hospital, Armando De Negri, destaca que será discutida a relação entre o projeto de apoio da Hcor e as ações desenvolvidas em Sergipe, tendo como foco o fortalecimento da regionalização da saúde.

 

“Essa e outras estratégias permitirão o desenvolvimento da regionalização, enquanto articulação de ações sanitárias que visam melhorar o bem estar das pessoas tendo como base os territórios sociais. Por outro lado, visa fortalecer as várias dimensões da Rede de Atenção à Saúde composta por vários sub-sistemas, como Atenção Básica e Atenção às Urgências. A expectativa é de que os projetos estejam articulados mutuamente, que gere conhecimento para potencializar um resultado desejável, que é a melhoria das condições da saúde”, destacou o médico do Hcor.

 

Representando o Colegiado de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) do Estado de Sergipe, Daiane Oliveira trata da importância de unir gestores municipais para discutir e planejar questões relacionadas à regionalização. “Isso só vem favorecer as gestões municipais da saúde, que receberão subsídios necessários para todo processo de melhoria relacionada a essa temática”, ressaltou Daiane.

Armando De Negri, coordenador do Laboratório de Elaboração do Plano Diretor de Redes Hospitalares