SES promove Curso de Apuração e Gestão de Custos em Saúde

postado em: Destaque 3, Notícias | 35

Por Herieta Schuster

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) iniciou nesta terça-feira, 04, o Curso Aplicado de Apuração e Gestão de Custos em Saúde. A iniciativa, que acontece até hoje, 05, no auditório da Secretaria, localizada no Centro da cidade, é voltada para gestores e técnicos ligados à área da Saúde. O curso está sendo ministrado por representantes do Programa Nacional de Gestão de Custos (PNGC) do Ministério da Saúde.

 

A coordenadora do Núcleo Estratégico da Secretaria do Estado da Saúde/NEST, Eliane Nascimento, ressalta a importância dessa capacitação. “Com a aplicação do conhecimento da Economia da Saúde, a gestão Estadual pode aperfeiçoar seus recursos. Desse modo, é possível redimensionar os recursos para assegurar mais investimentos na assistência à saúde dos Sergipanos”, destacou Eliane Nascimento.

 

O técnico do NEST responsável pela implantação do PNGC na SES, Ruberval Leone Azevedo, reforçou que o controle dos gastos públicos é primordial para o avanço da assistência prestada aos Sergipanos. “O SUS é financiado pela sociedade e, por isso, deve ser tratado de forma técnica e responsável. Cada investimento feito no SUS deve ser controlado e justificado de forma transparente”, ressaltou.

 

O diretor da Atenção Integral à Saúde da SES, João Lima Júnior, comentou a necessidade dos gestores introduzirem em suas unidades a cultura do custeio visando a otimização dos gastos públicos. “Precisamos associar as iniciativas de apuração e gestão de custos às Políticas atuais e caminhar em direção à qualificação da gestão, que possibilita melhor o uso dos recursos públicos e, maior valor de uso”, salientou.

 

A técnica do MS que será apoiadora do Estado para o Programa Nacional de Gestão de Custo, Inez Ortega, acrescentou que o objetivo é incentivar o uso de ferramentas de economia da saúde para qualificar os processos de planejamento, orçamento e avaliação de políticas, bem como implantar o PNGC.

 

“Nossa meta é o estudo das boas práticas na utilização do dinheiro público. Isso está sendo um grande diferencial nessa gestão, como uma das prioridades, e a nossa maior preocupação é efetivamente oferecer a prestação de contas ao nosso usuário sobre a utilização do dinheiro público”, comenta Inez.

 

Para a coordenadora Geral do Centro de Atenção a Saúde de Sergipe (Case), Adriana Menezes, que participa do curso, “a iniciativa é importante para termos uma noção maior dos custos diários para, com isso, podermos gerar um controle maior das informações nos gastos de consumo de medicamento e principalmente nos custos diários internamente. Através desses indicadores, é possível fazer uma análise de onde economizar recursos para que possamos estar investindo de forma mais ampla e equilibrada”.