Serviço de Fisioterapia proporciona qualidade de vida aos usuários do Hemose

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Por Rosângela Cruz 

fisioterapida hemose (4) O tratamento realizado pelo Serviço de Fisioterapia do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) proporciona bem estar, melhora a autoestima e o alívio das dores no aparelho locomotor provocadas pelas enfermidades genéticas e hereditárias. Ele é destinado a pacientes portadores de doenças hematológicas como hemofilia e anemia falciforme.

 

No caso da hemofilia, a principal característica da doença é a ocorrência de hemorragias (sangramentos) que podem acometer qualquer lugar do corpo de forma espontânea ou devido a algum tipo de trauma. A fisioterapeuta Kelly Barreto explica que as hemorragias mais comuns se apresentam sob a forma de hematomas (manchas roxas na pele) e hemartroses (hemorragias dentro das articulações).

 

“Essas manifestações variam conforme o grau de deficiência do fator e surgem ainda na infância. As articulações que são mais atingidas por hemartroses são ombro, cotovelo, joelho e tornozelo”, detalhou a profissional.

 

A hemofilia não tem cura, entretanto, o paciente portador da patologia genética hereditária pode levar uma vida normal, desde que seja assistido por equipe multiprofissional composta por médico hematologista, enfermeiro, assistente social, fisioterapeuta, dentista e psicólogo.

 

Esta semana, o usuário Devison Oliveira dos Santos, 12 anos, realizou uma sessão de aplicação de ultrassom com antiinflamatório no serviço de Fisioterapia. Ele foi diagnósticado com hemofilia ainda na infância e comparece regularmente a unidade para receber a infusão de fator, medicação utilizada no auxílio da doença, que serve para conter sangramento muscular.

 

“Depois que comecei meu tratamento me sinto melhor. Posso fazer tudo que gosto, até jogar bola”, disse Devison.

 

Já a dona de casa Creuza Souza Santos, 54 anos, faz tratamento para combater a anemia falciforme, que tem como principais sintomas, anemia crônica, icterícia (cor amarelada na parte branca dos olhos), mãos e pés inchados e crises de dores em músculos, ossos e articulações.

 

No Serviço de Fisioterapia do ambulatório do Hemocentro de Sergipe, a usuária realiza semanalmente condicionamento cardio-respiratório e tratamento de artroses no joelho.

 

“Os médicos descobriram que eu tinha essa doença, anemia falciforme quando eu tinha 22 anos. Antes de começar a me tratar, eu estava deprimida e por causa das dores nas pernas, não conseguia ficar em pé, passava o dia todo deitada. Toda vez que venho aqui para minha consulta, fico com melhor, mais alegre”, afirmou satisfeita.

 

Atendimento

 

Para ter acesso aos serviços prestados no ambulatório do Hemocentro de Sergipe, os usuários devem procurar a unidade com documento de identidade e o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico de hemofilia, anemia falciforme, assim como as demais doenças hematológicas.

 

O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones: (79)3225-8000 e 3225-8046.