Semana Nacional de Mobilização Contra o Aedes aegypti é marcada em SE por ações educativas e mutirões

postado em: Notícias | 0

A Semana Nacional de Intensificação e Mobilização Contra o Aedes aegypti, realizada de 23 ao dia 27 deste mês em todo o país, foi marcada em Sergipe por diversas atividades nos 75 municípios do Estado, entre ações educativas, mutirões, caminhada e palestras. Segundo Sidney Sá, coordenadora do Núcleo de Endemias da Secretaria de Estado da Saúde (SES) o objetivo da campanha, que é o de mobilizar a sociedade para que todos fiquem alerta em relação à presença do mosquito, transmissor da dengue, zika vírus e da febre chikungunya, foi alcançado e, agora, a prevenção contra o vetor deve ser mantida.

 

“Tivemos uma semana muito produtiva em todo o Estado. Realizamos capacitações com os municípios, distribuímos materiais educativos, acompanhamos as mobilizações e a adesão a campanha foi muito grande. Os municípios desenvolveram diversas ações desde palestras em escolas à mutirões de limpeza, e conseguimos alertar as pessoas para os riscos do Aedes. A semana foi de suma importância e, agora cabe a sociedade continuar tomando os devidos cuidados para prevenir a presença e a proliferação do mosquito. Sergipe está em uma situação de controle sobre o Aedes, mas isso não quer dizer que estejamos numa situação confortável”, disse.

 

Sidney ressalta ainda que, como o verão está se aproximando, estação do ano mais propicia a proliferação do mosquito, por causa das altas temperaturas, os cuidados no momento devem ser redobrados. “Estamos nos aproximando do maior período de risco, que é a estação do verão, nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril, e precisamos nos prevenir para não termos surtos e epidemias. Os cuidados no momento devem ser redobrados e precisamos da colaboração de toda a população no combate ao Aedes”, alerta.  

 

Prevenção

Para prevenir a presença do vetor, basta algumas medidas simples que podem ser realizadas no dia a dia, a exemplo de não deixar água acumulada em vasos de plantas, manter tampado utensílios usados para reservar água em casa, como baldes, potes e, inclusive, caixas d´água, descartar em locais adequados pneus e garrafas pets, manter o saco de lixo fechado e lavar semanalmente com escova e sabão tanques utilizados para armazenar água.

 

Brigada

A SES mantém em atividade uma brigada de 50 agentes de endemias, que entra em ação sempre que o boletim epidemiológico, que é semanal, aponta nível de infestação do vetor mais elevado em algum município. “A brigada da secretaria tem a função de reforçar o trabalho dos municípios quando detectamos uma alteração para alto ou médio risco de infestação”, disse Sidney Sá, informando que Sergipe tem um batalhão de mil agentes municipais de endemias.