SES abre PlanificaSUS na Região de Itabaiana

postado em: Notícias, Slide | 0

O Secretário de Estado da Saúde (SES), Valberto de Oliveira, abriu oficialmente, nesta terça-feira, 30, no município de Itabaiana, o Projeto de Organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Rede com a Atenção Primária, o PlanificaSUS. Na oportunidade, junto ao representante da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Márcio Anderson Cardoso Paresque, ao presidente do Colegiado de Secretários Municipais de Saúde do Estado de Sergipe (Cosems), Enock Ribeiro da Silva, ao Prefeito Municipal de Itabaiana, Valmir dos Santos Costa, o secretário Valberto assinou o Termo de Cooperação Técnica com o Projeto Proadi/SUS que dará início aos trabalhos na região.

Valberto de Oliveira, também em nome do governador Belivaldo Chagas, agradeceu aos Prefeitos, aos Secretários e a todos os envolvidos no processo. “Neste momento a região de Itabaiana está dando um passo extraordinário para estreitar as ações que vão movimentar a Atenção Especializada com a Rede Básica de Saúde. É mais uma etapa que a gente cumpre e ficamos muito felizes porque acompanhamos o trabalho da equipe, não só do Hospital Regional, mas também da Secretaria Municipal de Saúde, que têm estabelecido uma linha de entendimento que a gente pode estender para qualquer outro Regional. Em todos os nossos diálogos percebemos que eles buscam a solução sem precisar de intermediações maiores, portanto estão de parabéns”, disse o secretário.

O prefeito de Itabaiana, Valmir dos Santos Costa, parabenizou o Governador e o Secretário de Estado da Saúde pela busca de humanizar a saúde, não só na região do agreste sergipano, mas em todo o estado de Sergipe. “É importante que nós, enquanto gestores, nos preocupemos sempre, em dar o melhor atendimento à população.”

Já o diretor da Atenção Integral à Saúde (Dais), João Lima, explicou que o PlanificaSUS é um projeto indicado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), ao Projeto Proadi do Ministério da Saúde, e está sendo executado pelo Hospital Albert Einstein. Em todo o país apenas quatro estados estão fazendo duas regiões ao mesmo tempo e Sergipe é a quarta região.

“Hoje nós estamos com a composição da região de Lagarto que foi feita a abertura no início do mês e agora fazendo a abertura oficial na região de Itabaiana, perfazendo as duas regiões, um total de 20 municípios atendidos. O projeto tem como objetivo organizar os dois níveis de atenção, importantes e estratégicos, para fortalecer o atendimento primário à população. Muitas vezes a gente diz que a Atenção Primária pode resolver 85% das necessidades básicas da população, só que ela só pode resolver se estiver muito bem organizada, com os processos de trabalho padronizados e, também, com acesso articulando à Atenção Ambulatorial Especializada. Não é um projeto de consultoria é um projeto de intervenção no território, ou seja, com as equipes do Einstein, da SES e dos municípios, trabalhando dentro das Unidades Básicas de Saúde, conhecendo a Unidade Ambulatorial Especializada e fazendo essa relação muito forte para que possamos atingir o maior objetivo que é melhorar cada vez mais a qualidade e a assistência à população em relação à saúde”, reforçou João.

Segundo o coordenador de Projetos do Hospital Israelita Albert Einstein, Márcio Paresque, 21 estados brasileiros estão envolvidos com esse projeto, em 27 regiões de saúde. “Sergipe manifestou interesse de conduzir esse projeto em duas regiões do estado e, uma vez que houve desistência de outro estado, foi possível oferecer essa segunda região. Acho importante deixar claro o quão desafiador, mas o qual é empolgante para a gente um estado como o de Sergipe assumir esse compromisso de forma que assumiu, tendo que, em menos de um mês, organizar tudo em meio à organização do processo que já estava previsto em Lagarto, a primeira região. E essa Secretaria assumiu esse compromisso. Então eu queria aqui, publicamente agradecer o Secretário e toda a equipe coordenada pelo João Lima. É extremamente empolgante pra gente um estado que vira, bate no peito e fala assim ‘vou tocar esse projeto’ e vemos o brilhantismo com que isso está sendo feito”.

O presidente do Colegiado de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Enock Ribeiro da Silva contou que colocou à disposição, quatro cooperadores do Cosems e três membros da diretoria para ajudar nesse processo. “Como já tinha uma regional em andamento e a maioria dos técnicos estava envolvida nessa regional, nós nos colocamos à disposição para ajudar nessa batalha. Sem o empenho de toda a regional, de todos os Secretários, ficaria difícil o projeto andar, então todos estão de parabéns. Com o PlanificaSUS vamos dar qualidade à assistência no atendimento ao povo, com um olhar diferenciado para o usuário que é o objetivo maior do programa”, comentou Enock.

A representante do Conass, Maria José Evangelista, destacou a necessidade do esforço de todos os Prefeitos para que o projeto siga adiante. “Aqui a gente tem todas as condições favoráveis para esse projeto dar certo porque aqui tem uma coisa que a gente não vê em todo lugar. É muito difícil ter a decisão política e a competência técnica junto. Se tiver a decisão política e não tiver a competência técnica, não faz. E pode ter a maior competência técnica do mundo, se não tiver a decisão política, também nada acontece. Então, isso a gente vê que aqui tem. Integração entre Secretaria e Cosems também não é em todo lugar que tem. Então essa solidariedade e essa cooperação entre estado e município são muito importantes. Esse é um processo muito trabalhoso. Não existe mágica, mas sim muito trabalho, por isso a importância de todos os Prefeitos no processo”.