Secretário Almeida Lima discute atendimento oncológico com TCE, município de Aracaju e Hospital Cirurgia

postado em: Destaque 3, Notícias | 39

O secretário de estado da saúde, Almeida Lima, participou de reunião com conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), secretário municipal de saúde de Aracaju, André Sotero e representantes do Hospital Cirurgia. O encontro foi realizado nesta quarta-feira, 24, e serviu para que o atendimento oncológico ofertado à população fosse discutido. Almeida Lima expôs ações e planos do Governo do Estado que têm resultado em melhorias na oferta de assistência às pessoas com câncer em Sergipe.

 

Almeida Lima considerou que a oportunidade de discutir esse tema com os gestores responsáveis é uma demonstração de interesse dada pelo TCE, no que diz respeito à assistência em saúde oferecida em Sergipe. “A convocação dos gestores para tratar mais especificamente da oncologia retrata essa postura. Aqui nós estabelecemos um diálogo, mostrando como iremos equacionar os obstáculos que ainda hoje existem nessa área da assistência”, avaliou o secretário.

 

Na ocasião, houve o anúncio por parte do secretário de estado da existência de um planejamento estratégico “A partir do mês de junho teremos grandes e boas notícias para a população”, declarou. Entre as ações pontuadas está a inauguração de mais uma unidade de radioterapia no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), além da recuperação e aquisição de equipamentos utilizados no atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe.

 

“A preocupação do governador Jackson Barreto, além da minha, enquanto secretário é de priorizarmos a inauguração da segunda unidade de radioterapia no Huse, cujo compromisso foi feito pelo Ministério da Saúde. A obra do Bunker, sala onde será instalado o acelerador linear para tratamento de radioterapia no Centro de Oncologia da unidade, está concluída. Além disso, recebemos no mês passado a base do acelerador linear. O acelerador será recebido em 45 dias, o que representa um salto de 60 para 120 atendimentos por dia, através dessa nova unidade de radioterapia”, acrescentou Almeida Lima.

 

Como fruto de ações de contenção de despesas na atual gestão, que gerou economia superior a 7 milhões de reais em 90 dias, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) aderiu a uma ata de registro de preços de uma licitação para compra de três novos tomógrafos com recursos próprios da SES. “Um tomógrafo continuará em funcionamento em Aracaju e dois novos serão instalados aqui na capital. Um novo equipamento vai para o Hospital Regional de Itabaiana, que se habilitará para cirurgias de alto risco, com ampliação do número de leitos. O Hospital Regional de Estância vai receber um dos dois tomógrafos que hoje estão sendo utilizados no Huse. Ele passará por processo de recuperação e será enviado para a unidade. O funcionamento desses cinco tomógrafos representa a recuperação do atendimento aos pacientes que precisam de tomografia em Aracaju e no interior do Estado”, concluiu o secretário de Estado da Saúde.

 

 

Pareceres

 

 

Para o secretário municipal da saúde de Aracaju, a reunião é uma demonstração clara do interesse dos governos estadual e municipal em promover uma gestão correta da saúde pública.  “Expomos os assuntos e as responsabilidades cabíveis a cada uma das partes, Hospital de Cirurgia, SES e SMS. Demonstramos como o referido hospital tem descumprido o contrato feito com a Prefeitura de Aracaju, ou seja, infelizmente, verbas que foram destinadas pelo Governo Federal para tratamento do paciente oncológico não foram devidamente utilizadas. Ficou claro, inclusive, que não basta ter um gestor da saúde comprometido na sua função. É preciso ter órgãos fiscalizadores atuantes. Depois da vergonha que Sergipe estava passando, por meio de mortes de pacientes oncológicos por falta de gestão, queremos deixar uma mensagem de esperança real para a população”, garantiu André Sotero.

 

Milton Santana, diretor presidente do Hospital Cirurgia, destacou que a reunião promovida pelo TCE foi favorável. “Discutimos alguns problemas, principalmente, na área de oncologia. Em decorrência dessa reunião, estamos elaborando um projeto, para atendermos as pessoas que realmente necessitam dos tratamentos oncológicos. Agradeço aos gestores pela boa vontade e companheirismo nessa área”, afirmou o diretor presidente do Hospital de Cirurgia.

 

De acordo com o presidente do TCE, a reunião representa um marco histórico no que diz respeito à saúde em Sergipe, na perspectiva de que as pessoas que sofrem de câncer obtenham resoluções de forma definitiva. “A prestação de serviços na oncologia é de extrema importância para evitar mortes, e hoje afirmamos a não admissão de paralisação da assistência nessa área. Para isso faremos um Termo de Ajustamento de Gestão [TAG], auxiliando os respectivos órgãos para que fatos lamentáveis não ocorram nos serviços de oncologia. A SES tem feito seu papel, adquirindo novos equipamentos e realizando novas ações. A expectativa é de que sejamos modelos na prestação de serviços na área da saúde, especialmente, na oncologia”, analisou Clóvis Barbosa.

Na reunião foram discutidos os repasses ao Hospital Cirurgia