Saúde Estadual realiza oficina Sispacto com os municípios

Com a missão de auxiliar os municípios quanto ao processo de monitoramento e avaliação dos indicadores de saúde, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) por intermédio da Diretoria de Atenção Primária à Saúde (DAPS) e Coordenação Estadual da Atenção Primária à Saúde (CEAPS), realizou a primeira oficina remota Sispacto de 2021 para análise e discussões dos indicadores. A reunião iniciou nesta terça-feira, 30, com a região de saúde Nossa Senhora da Glória, e continuará com outras regiões na quarta, 31 e no dia 6 e 14 de abril.

De acordo com a diretora da Daps, Flávia Diniz, os indicadores são importantes porque retratam a realidade de cada município em nível de saúde, ou seja, é através deles que é possível ter acesso a atuação de cada município.

“Discutimos sobre os indicadores do Sispacto, para monitoramento e avaliação das ações que são executadas no município. O monitoramento da SES é quadrimestral, fazemos a avaliação de todos os municípios para saber se estão avançando, para auxiliarmos no apoio necessário para execução e otimização das ações” disse.

Segundo a coordenadora estadual da Atenção Primária à Saúde, Gildete Maria Ávila, o apoio aos municípios é primordial.

“Nós temos 11 indicadores, são 10 universais e um específico. Nesse processo de trabalho cada município pode ter acesso ao último relatório do quadrimestre e ao mesmo tempo estamos sugerindo aos coordenadores ações estratégicas para a melhora desse indicador. O objetivo é qualificar o dado, com isso, consequentemente vamos ter um resultado, um retrato de saúde diferente nos municípios, com os usuários mais satisfeitos e atendidos em todo o seu contexto, de forma mais efetiva”, finaliza Gildete Ávila.

Fotos: Valter Sobrinho

Publicado: 30 de março de 2021, 15:21 | Atualizado: 31 de março de 2021, 07:28


Publicações Relacionadas