Saúde Estadual realiza Capacitação em Saúde Mental com ênfase em patologias psiquiátricas prevalentes

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com a Fundação Estadual de Saúde (Funesa), realizou na segunda-feira, 22, mais uma rodada do ciclo de web aulas, da ‘Capacitação em Saúde Mental com ênfase em patologias psiquiátricas prevalentes (depressão, esquizofrenia e dependência química)’. A capacitação foi voltada aos profissionais da Atenção Ambulatorial Especializada e Atenção Hospitalar e contou com mais de 100 participações.

A ação ocorreu em 16 encontros virtuais. Durante as web aulas, foram facilitadoras a médica psiquiatra geral e servidora da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, Ana Angélica Salmeron Menezes, e a médica psiquiatra, especialista em Envelhecimento Saudável e professora de Psiquiatria da UFS, Gabriela Nabuco Melo Franco; e mediação da psicóloga e referência técnica em Saúde Mental da SES, Silvia Ferreira Costa, e da psicóloga e também referência em Saúde Mental da SES, Suely Matos Santos Neves. A ação iniciou no dia 02 de setembro e terminará com uma atividade de dispersão no dia 29, mas as webaulas encerraram na segunda, 22.

A iniciativa tem como objetivo capacitar os profissionais da rede especializada, do nível secundário a exemplo do Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Serviço de Residência Terapêutica, ambulatórios especializados em saúde mental e as portas de entrada hospitalar de todo o Estado. A proposta é justamente capacitar e qualificar o cuidado em saúde mental, informou as referências técnicas, Suely e Silvia.

“Nesse primeiro momento abordamos algumas patologias, como depressão, esquizofrenia e dependência química, e temos a ideia de dar continuidade a essa capacitação no ano que vem. fizemos um levantamento inicial e constatamos que essas patologias que escolhemos são as mais prevalentes, sendo necessário alinhar e capacitar os profissionais. Consideramos que a capacitação teve uma excelente adesão, a cada ciclo participaram mais de 100 profissionais, inclusive de outros estados”, disse Silvia Ferreira Costa.

Para a médica Ana Angélica Salmeron, as ações são essenciais para garantir ao profissional um conhecimento suficiente para o trabalho. Além disso, destaca que os novos profissionais que chegaram na rede tiveram a oportunidade de participar e tirar dúvidas sobre o assunto, contribuindo para o esclarecimento sobre as patologias psiquiátricas.

“A ação da SES e Funesa é uma excelente iniciativa. Algo que há muito tempo estava precisando. A capacitação nas áreas da criança e do adulto no que toca às principais síndromes e urgências em saúde mental. O curso foi muito oportuno, considerando-se todo esse período em que essas capacitações não puderam ocorrer devido a pandemia e novos profissionais foram contratados para a rede. Capacitações são muito necessárias e com frequência regular para deixar os profissionais com um conhecimento suficiente para trabalhar em rede e conhecimentos técnicos atualizados”, disse.

Publicado: 24 de novembro de 2021, 10:04 | Atualizado: 24 de novembro de 2021, 10:04


Publicações Relacionadas