Palestra aborda gestação saudável na Nossa Senhora de Lourdes

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Com o objetivo de orientar as futuras mães, através de palestras, dinâmicas, rodas de conversa dentre outros instrumentos de informação, aconteceu no auditório da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) nesta quarta-feira (22), a primeira edição 2020 do Projeto interdisciplinar da Ala Rosa: ‘Gestação Saudável’. O programa é destinado às gestantes internas e fez alusão ao Janeiro Branco.   Explica a psicóloga Marluce Souza, que trabalhou em roda de conversa.

“O bem-estar psicológico é essencial para que a gravidez ocorra da melhor forma possível. É fundamental que a mãe se sinta segura, protegida e, sobretudo, é importante que as pessoas mais próximas a ajudem em todos os momentos. Realizei a dinâmica ‘Flor de Papel’ onde foi possível levar cada gestante e acompanhante a um momento de reflexão olhando para dentro e colocando para fora o que ela estava sentindo no momento”, atenta Marluce.

Ela disse, ainda, que foi possível evidenciar os medos, angústias e ansiedades com  cada  vivência. A gestante Maria Isabel Andrade de Faro, 28 anos, internada na Ala Rosa da unidade, está com oito meses de gestação, bolsa rota (quando a membrana amniótica se rompe sem que a mulher esteja em trabalho de parto), aguardando a pequena Rebeca nascer.  Izabel observou que muitas gestantes internadas em uma maternidade de alto risco trazem ansiedade e as atividades desenvolvidas hoje, funcionam como distração para as participantes.

“Enquanto Rebeca não chega, espero ter a oportunidade de participar de outras atividades”, disse Maria Isabel. Para Maria Renata dos Santos, com 32 semanas de gestação, internada na ala Rosa da instituição, por conta de uma infecção urinaria, as atividades realizadas trouxeram bem-estar. Ela avaliou como positiva a dinâmica feita com a psicóloga.

“ Ao final do trabalho cada demanda manifesta e concluímos solicitar que cada uma falasse o que significou para elas esse momento e como feedback ouvimos que “foi revelador”, “auto conhecimento” , concluiu Marluce.