“O Teste do Pezinho é fundamental na vida do bebê”, afirmam especialistas

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Por Júnior Matos

 

Ofertado na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), o Teste do Pezinho é um procedimento que consiste em coletar algumas gotinhas de sangue no calcanhar do bebê, que irão para análise.

 

“Fundamental na vida de qualquer bebê, o teste é obrigatório para identificar quatro doenças abrangidas pela Política Nacional de Triagem Neonatal (PNTN), do Ministério da Saúde (MS): fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme e fibrose cística”, avalia médica especialista em pediatria, Mônica Barreto.

 

Indicado para todos os recém nascidos a partir do terceiro dia de vida, o exame é um direito assegurado. Feito em laboratório, o procedimento é simples e tem o objetivo de detectar algumas doenças genéticas e congênitas, e que precisam de tratamento imediato para evitar sequelas.

 

Somente no mês de outubro, foram realizados 54 Testes do Pezinho na MNSL. “Algumas patologias só podem ser diagnosticadas se o bebê estiver ingerindo o leite materno. A partir do terceiro dia de vida, o procedimento deve ser feito de imediato. Caso seja identificada alguma doença, o bebê deve iniciar o tratamento o quanto antes”, esclarece a pediatra.

 

Caso exista alguma alteração no exame, os pais são acionados para realizar uma nova coleta de sangue para a confirmação do diagnóstico. “O exame não afasta a possibilidade do bebê adquirir outras doenças neurológicas e genéticas. A MNSL assegura a realização do teste, conforme preconiza o Ministério da Saúde”, ressaltou Mônica Barreto.

 

Durante a permanência do bebê na MNSL, os pais também recebem todos os esclarecimentos sobre a importância do teste do pezinho.

 

A pequena Suelly Vitória já foi submetida ao Teste do Pezinho. A mamãe dela, Fernanda Cardoso, conta que, apesar do choro da bebê, este foi ato de amor.

 

“Aqui, na Maternidade, os profissionais me orientaram muito que a realização do teste do pezinho é importante para a prevenção e o tratamento para possíveis doenças, caso o exame tivesse resultado positivo. Minha filha fez o teste e agora estou muito feliz por saber que ela é forte e saudável”, falou.