Maternidade Nossa Senhora de Lourdes acolheu a quase 300 usuárias do SUS na semana passada

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Por Júnior Matos

 

Na semana passada (de 23 a 30 de outubro), a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) assegurou atendimento a 298 usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS). Destas, 128 foram classificadas como alto risco obstétrico, 12 foram transferidas para outras unidades de assistência materno-infantil e 158 foram referenciadas como baixo risco, sendo liberadas para o pré-natal.

 

“Todas as usuárias que chegam à MNSL são assistidas. Elas, são acolhidas pela equipe multidisciplinar, recebem assistência e classificadas. Logo em seguida são liberadas, transferidas ou internadas. Vale lembrar que a ‘Lourdinha’ é a referência para média e alta complexidade no âmbito da assistência materno-infantil de alta complexidade”, destaca gerente do setor de admissão, Lourivânia Prado.

 

Na unidade, são atendidas gestantes portadoras de patologias diversas como: hipertensão, diabetes, cardiopatia, trabalho com parto prematuro e de alta complexidade.

 

“A Nossa Senhora de Lourdes vai além do seu papel. Atende a pacientes de baixa complexidade e não deixa o paciente desassistido. Temos a certeza do dever cumprido quando analisamos os relatórios de produção”, ressaltou o superintendente da MNSL, Luís Eduardo Correia.

 

Na última semana, foram realizados 47 partos normais, 53 cesarianas e 18 outros procedimentos (curetagens). O Centro Obstétrico é responsável pelos atendimentos à população tanto de Sergipe quanto de estados circunvizinhos. A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes conta com 43 leitos obstétricos clínicos e 26 cirúrgicos, e uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, entre outros profissionais.

 

“Adorei o atendimento desde o momento da minha entrada. Apesar de estar muito preocupada com a minha diabetes gestacional, eu me senti segura. Agora, estou com minhas filhas nos braços”, relatou Fernanda dos Santos, mamãe da pequena Tawanne, de apenas cinco dias de vida.

 

Atendimento à Vítima de Violência Sexual

 

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) também realiza desde 2004 o trabalho assistencial de acolhimento às crianças, adolescentes e adultos vítimas de violência sexual. Somente na semana passada, a unidade realizou quatro atendimentos (sendo três crianças e um adulto do sexo feminino).

 

“O serviço na MNSL é realizado por uma equipe multidisciplinar composta por médicos obstetras, equipe de enfermagem (enfermeiros, técnicos e auxiliares), psicólogos e assistentes sociais”, revela Luís Eduardo Correia.

 

O serviço presta assistência às pessoas de todas as idades, independente do sexo ou classe social, baseada nos direitos universais, de acordo com o que preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS).