Maternidade do Hospital Regional de Socorro já atendeu cerca de 8.200 gestantes este ano

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

 

Por Luiza Sampaio

 

Maria Alana, 19 anos, começou a sentir as dores do parto no último sábado, dia 8. Como mora no conjunto Bugio, procurou uma maternidade municipal em Aracaju. Mas, sem conseguir atendimento, recorreu ao Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro. “Minha gestação não era de risco, por isso não fui para a Lourdinha (Maternidade Nossa Senhora de Lourdes). Assim que cheguei aqui em Socorro os médicos me encaminharam e em pouco tempo pude ter minha filha nos braços”, relata a jovem.

 

Já no leito, com a pequena Pérola ao lado, Maria Alana diz que foi muito bem recebida e agradece pelo acolhimento. “No começo não queria me deslocar para aqui, fiquei com receio. Mas foi a melhor opção que fiz”, confessa. A nova mamãe é uma das 924 mulheres que procuraram a unidade, somente em setembro deste ano. A maternidade de risco habitual situada no Hospital Regional funciona com atendimento 24h, com uma equipe médica multidisciplinar composta por um anestesiologista, dois obstetras e um neonatologista e, desde o início do ano, já atendeu 8.191 gestantes.

 

“Além disso, contamos com enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, oferecendo assistência de qualidade à população da Região Leste de Sergipe”, complementa a superintendente da unidade, Genisete Pereira. Ainda nesse último mês, foram 741 atendimentos de urgência, 104 partos normais, 47 cesarianas e 32 procedimentos de curetagem. “Os números superam o mesmo período dos anos anteriores. Em 2015, por exemplo, foram 674 urgências, 89 partos normais e 33 cesarianas”, detalha.

 

Avanços

 

Para atender a demanda, a estrutura da unidade, gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da Fundação Hospitalar (FHS), possui 30 leitos de internamento, sete de pré-parto, uma sala cirúrgica para partos normais, duas para cesarianas e três leitos para a Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais (Ucin). “Em 2016, toda a unidade recebeu melhorias, proporcionando ainda mais qualidade no atendimento à população”, enfatiza Genisete.

 

Foram instalados 18 novos aparelhos de ar-condicionado no Pronto Socorro e nos espaços internos, contemplando, também, a maternidade. A unidade também foi contemplada com correções no telhado, pintura da enfermaria e de consultórios, além da reforma de mobiliário. “As melhorias garantem mais conforto aos pacientes e condições de trabalho aos profissionais, tendo como resultado um hospital muito mais resoluto e eficiente”, conclui a gestora.