Mais de quatro mil pessoas acionaram o Samu na última semana

postado em: Notícias | 33

Entre os dias 29 de maio e 4 de junho, a Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), recebeu 4.095 chamadas de cidadãos através do ramal 192. Dessas chamadas, 52% geraram atendimento. No período, 261 ligações feitas ao Samu foram falsas e 387 registradas como engano, o que representa 15% de chamadas sem utilidade.

 

O serviço pré-hospitalar ainda compreende atendimentos telefônicos somente com orientação médica, ou seja, sem envio de ambulâncias, conforme estado de saúde dos pacientes em questão, avaliado pelos médicos reguladores. Essas orientações representaram 2% do total de chamadas, enquanto que 22% correspondem às ligações feitas apenas para obtenção de informações.

 

Entre as principais causas que geraram atendimentos, as quedas de moto lideraram, com 49 ocorrências. Em seguida, as estatísticas apontam as colisões entre carro e moto como geradoras de 31 atendimentos. As agressões totalizaram 24, número superior aos casos de ferimentos por arma de fogo, que totalizaram 10, e por arma branca, que somaram nove. Nesse intervalo, o Samu atendeu 14 casos de colisão entre motos, 11 vítimas de atropelamentos, 16 por queda de altura, três colisões entre carros e o mesmo número de capotamentos, além de seis vítimas por intoxicação.

 

Remoção Inter-Hospitalar

 

Também na última semana, o Serviço de Remoção Inter-Hospitalar Assistida (Sriha) realizou 516 transportes. Foram oito altas sociais, 415 remoções assistenciais, 342 remoções para realização de exames e procedimentos, além de 44 transferências hospitalares, 10 para avaliação de especialistas e a remoção de seis gestantes de baixo risco, em trabalho de parto. O Sriha otimiza o fluxo de pacientes entre as unidades da Rede Hospitalar do Estado e proporciona suporte de logísticas, somando 107 transportes para esse fim.