Laboratório de prótese dentária auxilia alunos de curso técnico da Rede Estadual de Saúde

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Por Ítalo Duarte

 

“Bem equipado e com tudo o que é preciso para confeccionar uma prótese dentária de boa qualidade”. Essa afirmação é de Adriel Alcântara, diretor-geral da Fundação Estadual de Saúde (Funesa) da Rede Estadual de Saúde. Adriel visitou nesta quinta-feira, 4, o laboratório do Curso Técnico de Prótese Dentária (CTPD) da Funesa, localizado dentro do Hospital Universitário (HU), na capital Aracaju.

 

A turma que participa do curso conta hoje com 15 alunos que já estão em conclusão das atividades. “Aqui está funcionando a etapa de estágio supervisionado, de 420 horas, divididas em todos os tipos de prótese, as totais, as parciais removíveis e as fixas”, explicou o odontólogo Murilo Souza Oliveira, docente responsável pela turma. Segundo ele, os alunos já tiveram disciplinas na etapa teórica, em sala de aula, e agora vão iniciar o Trabalho de Conclusão de Curso, o TCC, para já se formarem no próximo dia 22.

 

Francisco Mota Pereira Filho, responsável técnico do CTPD, mostrou cada aparelho e explicou as etapas para a confecção de diferentes próteses. “Este laboratório é experimental e serve aos alunos nessa época de estágio. Aqui eles aplicam a teoria, desde o início da confecção de uma prótese até o final dela. Só não veem a instalação no paciente, porque não é competência do técnico em prótese dentária”, explicou.

 

Para o futuro técnico Júlio Cerqueira, é impossível não sair do curso com uma alta qualificação. “O laboratório proporciona ao aluno cada detalhe na confecção das próteses. Então a gente sai daqui extremamente qualificado para o mercado de trabalho”, pontuou.

 

O coordenador da Etsus explicou que o laboratório é fruto da parceria entre a o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) da Funesa e a Universidade Federal de Sergipe (UFS), além do Ministério da Saúde. Essa união foi possível através da assinatura de um termo de cooperação técnica. “Quando começou a implementação do curso, também se começou a pensar em que local seria. Alguns equipamentos já existiam na universidade, mas a Funesa entendeu que seria preciso mais e investiu em novos aparelhos e na reforma do laboratório”, detalhou Reis.

 

De acordo com o coordenador, o Curso Técnico de Prótese Dentária é coordenado pela Etsus-SE, vinculada à Funesa, e tem carga horária de 1.306h, divididas em quatro módulos. “O objetivo é formar técnicos em prótese dentária para atuarem no processo de consolidação das políticas do SUS voltadas para a produção e reabilitação na área de Saúde Bucal”, afirmou.

 

Ainda segundo Reis, um levantamento epidemiológico de Saúde Bucal realizado pelo Ministério da Saúde, em 2010, constatou que uma das dificuldades identificadas para a implantação de laboratórios públicos de prótese dentária foi a falta de técnicos qualificados nos municípios. “Apenas técnicos podem ser responsáveis por laboratórios de prótese dentária, então houve a necessidade da implantação do curso para a formação técnica desses profissionais, para que possam atuar a médio prazo no SUS”, completou.

 

Laboratório é fruto de parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde, Ministério da Saúde e Universidade Federal de Sergipe
Atualmente 15 estudantes estão finalizando o curso