Huse aplica formulário de satisfação de familiares de pacientes internados nas UTI’s

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Em dezembro do ano passado o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), foi escolhido para participar do Programa de Segurança do Paciente, uma iniciativa nacional capitaneada pelo PROADI-SUS, com uma ideia principal de incluir a família no tratamento do paciente e humanizar a assistência. Pensando nisso, foi elaborado ao longo desses meses um formulário de satisfação dos familiares de pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva I e II.

O formulário de satisfação é um modelo de levantamento de dados para pensar a rotina de um serviço hospitalar e uma unidade produtiva a partir da percepção do usuário, então, é a participação do usuário e as informações que ele traz a respeito do que ele está vivenciando que vai virar informação e conhecimento para pensar a rotina do serviço.

A receptividade dos familiares com o formulário está sendo de forma positiva, como explica o coordenador das UTI’s do Huse, Eduardo Enrico Nogueira. “Tivemos muitas ideias e uma delas é a visita multidisciplinar, orientação do familiar e saber como os familiares se sentem vindo para o hospital e como eles percebem a assistência dentro da UTI. Para isso, a gente precisava de dados objetivos para medir se eles realmente estão satisfeitos ou não e o que precisava melhorar na visão deles, então, a gente vem elaborando ao longo desses meses um formulário de satisfação dos familiares de pacientes da UTI e a partir de ontem começamos a aplicá-los. A receptividade está sendo boa e a gente da voz a eles e um empoderamento de tentar mudar para melhor a assistência, tanto do ponto de vista técnico como de humanização também”, ressaltou.

O gerente da Humanização, Elder Magno, ressalta como é aplicado o formulário. “Quem aplica essa pesquisa de satisfação são as colaboradoras do Serviço de Humanização do hospital e que fazem a Sala de Espera. A tabulação, pesquisa de satisfação, análise dos dados e as informações que vão ser construídas para pensar UTI, isso é da equipe multiprofissional. As pessoas se sentem reconhecida e cuidadas, é reconhecer que eles enquanto acompanhantes precisam de cuidados e se sentem muito agradecida. A pesquisa é aplicada quinzenalmente pra gente fechar a percepção do usuário em termos de satisfação do serviço”, disse.