Hospital Regional de Propriá realiza quase mil partos de janeiro até agosto de 2017

postado em: Notícias | 0

Apta a atender usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que habitam em municípios da região ribeirinha do Baixo São Francisco, o Hospital Regional de Propriá, gerenciado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou de janeiro a agosto deste ano 993 partos, entre normais e cesarianos. As gestantes que recorrem à unidade hospitalar contam com uma equipe formada por obstetra, anestesiologista e neonatologista, considerando também a atuação de médico cirurgião para quaisquer necessidades.

“Estamos acima do padrão quando mantemos dois ginecologistas diariamente na unidade de saúde, o que facilita bastante a conclusão de diagnósticos. Com isso, não encaminhamos pacientes para outras unidades e mantemos as portas abertas, sem restrições”, enfatizou a superintendente Patrícia Britto, que mantém na unidade o estímulo à especialização em obstetrícia, o que já resultou na formação de cinco enfermeiros e outros com curso em andamento.

O parto humanizado é realidade no hospital regional. Segundo a gestora, a intenção é reduzir ao máximo o número de procedimentos cesarianos e, no futuro, alcançar resultados preconizados pela Rede Cegonha, estratégia do Ministério da Saúde que visa implementar uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério.

Internamentos

O êxito nos 60.447 atendimentos realizados de janeiro a agosto de 2017 pelo Hospital de Propriá, ainda aponta para o registro de 2.328 internamentos, serviço considerado prioritário na unidade de saúde, que mantém satisfatória a taxa de ocupação de leitos, segundo Patrícia Britto. “Ao lado da maternidade temos 16 leitos divididos em quatro enfermarias para puérperas. Além desses, dispomos de uma enfermaria destinada aos partos normais, com quatro leitos cadastrados no SUS e aptos para internação. No geral, o hospital possui 47 leitos. Desses, os 16 disponíveis na maternidade e 12 para cirurgias eletivas ou de urgência, cinco leitos na pediatria e demais leitos para internamentos clínicos para pacientes do sexo masculino e feminino”, acrescentou.

O Hospital Regional de Propriá possui em seu pronto socorro diversas especialidades – clínica geral, ortopedia, cirurgia geral e pediatria. “Aprovamos a atual gestão da SES, também no tocante ao suporte dado ao hospital na manutenção de insumos. Sem dúvidas, as mudanças são visíveis e positivas”, avaliou a superintendente.