Hospital Regional de Lagarto realiza programação especial ao Dia Internacional da Mulher

postado em: Destaque 2, Notícias | 0


Por Tito Lívio de Santana

Fotos: Tito Lívio de Santana



Desenvolver atividades culturais e interativas, além de proporcionar bem-estar físico e mental à mulher trabalhadora, contribuindo para a elevação da autoestima das colaboradoras. Esses foram alguns dos objetivos da programação especial desenvolvida no último sábado, 4, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (8 de março), no Hospital Regional de Lagarto ‘Monsenhor João Batista Carvalho Daltro’ (HRL), em Lagarto, na região Centro-Sul de Sergipe.

As ações foram organizadas pelo núcleo de Serviço Social do HRL, com o apoio do Grupo Bom Pastor, vinculado à Paróquia Nossa Senhora da Piedade. Durante a atividade, foi celebrada uma Missa em Ação de Graças pela manhã, além da distribuição de rosas para servidoras e acompanhantes de pacientes. A cerimônia religiosa foi celebrada pelo padre Valmir Soares.

 

Pelos corredores e enfermarias femininas da unidade, foi realizado ato de louvor com música ao som de violão e debate sobre a participação da mulher na sociedade. “Procuramos proporcionar momentos de interação e valorização da mulher trabalhadora, além de promover a humanização do espaço. Além disso, discutimos o papel da mulher na sociedade, contribuindo para diminuir o preconceito e a desvalorização”, afirmou a assistente social Adriana Santana Prata.

“Essa é uma celebração que já desenvolvemos há cinco anos, em parceria com a gestão e o Serviço Social do hospital. Atuamos sempre em datas especiais como o Dia da Mulher, com o objetivo de evangelizar e levar, também, conforto espiritual às pacientes, acompanhantes e colaboradoras”, ressalta José Luiz Tavares, coordenador do Grupo Bom Pastor.

Para o superintendente do hospital, Oldegar Alves Júnior, a programação desenvolvida no sábado passado ratificou a importância que a mulher tem para a unidade. “Atualmente, 80% da mão de obra do hospital são mulheres atuando em áreas como enfermagem, medicina, fisioterapia, nutrição e higienização, entre outras. Com ações como essas, valorizamos ainda mais a mulher e buscamos reforçar o significado que ela tem para a instituição”, ressaltou.

Sobre o 8 de Março

O Dia 8 de março foi consagrado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1945, como o Dia Internacional da Mulher. Trata-se de uma homenagem às operárias norte-americanas do setor têxtil que, em 1857, organizaram a primeira greve da história, conduzida unicamente por mulheres, as quais reivindicavam a redução da jornada de trabalho sendo reprimidas, trancadas na fabrica e queimadas vivas.