Hemose recebe 690 voluntários para doação de sangue

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) cadastrou 690 voluntários, com um saldo de 491 coletas de sangue efetivadas na última semana. Os dados correspondem às doações classificadas como voluntárias e de reposição, voltadas a atender pedidos divulgados por familiares de pacientes, para realização de cirurgias programadas, além do tratamento de pacientes oncológicos e portadores de anemias, assistidos pela rede hospitalar do Estado.

 

A gerente de Coleta da unidade, Florita Aquino explica que esse tipo de doação é realizado por familiares ou amigos do paciente que será submetido a algum procedimento cirúrgico ou tratamento de saúde. Segundo a gestora, todos os tipos sanguíneos são importantes, com destaque para o O negativo. “Esse é um sangue muito requisitado pelos médicos em situações de emergência. Quando há o aumento nas cirurgias é importante assegurar esse tipo sanguíneo no estoque do Hemose”, ressalta a enfermeira.

 

Florita Aquino explica ainda que diariamente o serviço de captação avalia os estoques para garantir os fatores sanguíneos mais requisitados. “Esses são os tipos de sangue que mais coletamos e, também o que tem mais saída. Dessa forma, quando rastreamos um aumento nas doações para atender pacientes, de imediato buscamos saber quais são suas necessidades, para envolver os familiares na captação e assegurar que o sangue não falte”.

 

Doador de sangue e de plaquetas, Carlos Aurelio Resende, faz questão de doar sangue regularmente. “Sou doador independente dos pedidos, entendo que essa é uma necessidade diária, por isso, não espero receber o chamado, quando chega o período da doação venho até o Hemose. Esse é um gesto importante e necessário para muitos pacientes”, declarou o doador.

 

As doações de sangue cumprem intervalos regulamentados pela Coordenação Geral de Sangue e Hemocomponentes (CGSH) do Ministério da Saúde (MS). O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. Com uma bolsa de sangue é possível processar os seguintes componentes – plaquetas, hemácias e plasma, que atende as mais variadas necessidades como o tratamento de anemias, hemorragias, evitar sangramentos, além da produção de fatores de coagulação.

 

Critérios para doar

 

Para ser um doador de sangue o candidato deve estar em bom estado de saúde, ter idade entre 16 anos completos e 69 anos e peso acima de 50 Kg. Menor de 18 anos somente com termo de autorização dos pais ou responsável legal. È necessário portar documento de identidade original e com foto válido em todo território nacional. Mais detalhes sobre o serviço de doação através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Carlos Aurélio Resende
Carlos Aurélio Resende