Hemose: ‘Galera Sangue Bom’ realiza campanha para estimular doação de sangue

postado em: Destaque 2, Notícias | 36

Por Rosângela Cruz

A décima segunda edição da campanha de doação de sangue do grupo ‘Galera Sangue Bom’ reuniu cerca de 50 jovens no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). O grupo fidelizado há cerca de quatro anos é responsável pela mobilização de doadores através da divulgação sobre a importância do ato que salva vidas.

Em cada ação, os jovens incentivam a adesão de novos doadores. Alisson Christian, 19 anos, e Jean Carlos Oliveira dos Santos, 21 anos, são novatos no serviço e resolveram participar da campanha.

“Vim por causa dos amigos. Eles foram meu principal incentivo para fazer essa doação”, revelou Alisson.

“Soube da campanha e procurei informações para saber como participar. É um gesto tão simples que se torna grandioso dado, a sua importância”, acrescentou Jean.

Rodrigo José de Oliveira Mateus, 26 anos, relatou que o desejo de ajudar surgiu ao assistir uma reportagem na televisão.

Ele disse que, a partir, desse momento buscou detalhes sobre a ação. “Liguei para Francisco e aqui estou. Quando a pessoa vem com amor tudo ocorre com tranquilidade e paz”, comentou.

Segundo o universitário Francisco Carlos, responsável pela criação do grupo, a iniciativa busca levar solidariedade para todas as pessoas que necessitam receber transfusão sanguínea.

“Nosso grupo tem 70 participantes e sempre estamos recebendo pedidos de ajuda para doação de sangue de familiares desses pacientes. Prestamos essa ajuda com muito amor, pois entendemos a importância do serviço para todos”, destacou.

Doador de sangue, o acadêmico de Ciências Contábeis, Maurício Silva, 21 anos, aceitou o convite dos colegas da Galera para compor o grupo. “Pelo menos duas vezes ao ano venho aqui doar. Acredito que devemos praticar o bem sempre, independente de ser um familiar ou um desconhecido”, salientou.

De acordo com a gerente de Captação do Hemocentro, Rozeli Dantas, o apoio dos parceiros através das campanhas de grupos fidelizados é uma ferramenta para ampliar e divulgar a importância da doação de sangue. “Esse grupo é composto por jovens estudantes do ensino médio, cursos técnicos e universitários. Além de comprometidos eles são multiplicadores da doação”, frisou.

Doação de sangue

Estão aptos a doar sangue candidatos em bom estado de saúde; idade entre 16 anos completos e 69 anos, peso acima de 50 Kg. Menor de 18 anos somente com termo de autorização dos pais ou responsável legal. È necessário apresentar documento de identidade original e com foto válido em todo território nacional, pode ser a carteira de identidade, de trabalho ou a de motorista.

Medula Óssea

Para fazer o cadastro de medula óssea é necessário estar bem de saúde, ter entre 18 a 55 anos e não ter doenças infecciosas. Os voluntários preenchem um formulário com informações pessoais. Em poucos minutos é retirado apenas uma amostra com 5 ml de sangue.

O material é encaminhado para análise no laboratório de Histocompatibilidade (HLA), que verifica as características genéticas entre o doador e o receptor. As informações do candidato são encaminhadas para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Mais detalhes sobre os dois serviços através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.