Hemose capacita Hospital Regional de Estância sobre ato transfusional

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Um treinamento realizado pela gerência da Hemorrede do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) no Hospital Regional de Estância na terça-feira, 3,  abordou alguns aspectos técnicos da hemotransfusão como avaliação do paciente, solicitação nominal de hemocomponentes, compatibilização de bolsas e a infusão do concentrado de hemácia e de plaquetas. A atividade na unidade hospitalar contou com a participação de cerca de 30 profissionais, dentre enfermeiros e técnicos de enfermagem.

A primeira etapa da qualificação destacou os cuidados em relação ao preenchimento da solicitação de infusão, sistema ABO, provas direta e reversa, testes de reclassificação de bolsa de sangue, armazenamento e tempo de infusão de hemácias e plaquetas. Já a última parte, salientou a necessidade do acompanhamento do procedimento transfusional, detecção de possíveis reações e garantia de hemovigilância que trata da notificação no caso de haver incidentes durante a administração do sangue no paciente.

De acordo com o biomédico Jandson Marques, o processo de hemoterapia requer cuidados para amenizar a ocorrência de reação transfusional. “A correta identificação do paciente nos tubos onde são coletadas amostras de sangue para testes visa a prestação de serviços de qualidade e a segurança do receptor”, justificou.

O enfermeiro Rodrigo Damasceno complementou as análises. “As solicitações para transfusão de sangue são prescritas exclusivamente pelos médicos, em formulário de requisição especifico que contenha informações suficientes sobre o paciente que irá receber a transfusão sanguínea”, alertou ele.

A gerente da Agência Transfusional do Hospital de Estância, Laisa Souza do Amor, agradeceu a realização da atividade e reafirmou o compromisso com o paciente. “O hospital é porta aberta e recebemos muitos pacientes que realizam transfusões seja por causa de um procedimento cirúrgico ou um tratamento. A reciclagem da equipe é imprescindível para que todos estejam aptos para atender essas demandas”, frisou a enfermeira.

Calendário

O treinamento no Hospital Regional de Estância encerrou o cronograma de atividades 2019 da Hemorrede junto as unidades hospitalares do Estado. Conforme a gestora do serviço, Mariamalia Newton Andrade a supervisão da operacionalização da hemoterapia no Estado tem como finalidade a melhoria continua dos serviços ofertados na rede hospitalar. “A atuação da Hemorrede inicia desde a captação de doadores de sangue até a aplicação do produto final – transfusões de hemácias, plaquetas ou plasma”, conclui ela.