Hemose: Atividades lúdicas integram crianças assistidas no ambulatório

postado em: Destaque 2, Notícias | 11

Por Rosângela Cruz 

 

Cerca de 30 crianças assistidas no ambulatório do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) participaram de brincadeiras e atividades lúdicas em homenagem ao Dia das Crianças. A ação realizada nesta quinta-feira, 20, no hall do auditório da unidade, foi  organizada pela equipe multidisciplinar do ambulatório com o apoio dos grupos Sons no SUS, Farmacêuticos da Alegria e Movimento Mulheres de Siriri.

 

Atendida no Hemose, Cristiana Vitoria de Oliveira, 6, participou da comemoração acompanha da mãe e das irmãs. A garotinha é portadora da doença de Gaucher – um distúrbio genético hereditário progressivo que ainda não tem cura. As pessoas que convivem com a enfermidade não possuem níveis suficientes da enzima beta – glicosidase, que resulta no acúmulo de glicocerebrosideos nas células do fígado, baço, gânglios linfáticos e medula óssea.

 

“Faço questão de participar . Acho importantes esses momentos com festinhas e brincadeiras para nossos filhos. Aqui elas podem brincar e ainda ganham brindes”, declarou a dona de casa, Jessica Oliveira, mãe de Cristiana. O usuário Nicolas Gabriel da Silva Souza, 7, também participou das atividades recreativas com a mãe Vanderlânia Pereira da Silva. “Ele é o primeiro a querer participar de todas as atividades no Hemose”, confirmou a mãe. 

 

No ambulatório do Hemose Nicolas fez uso do fator – medicação para combater os efeitos da hemofilia. Ele ainda é acompanhado a cada dois meses pelo serviço de fisioterapia e consultas com médico pediatra hematologista. “A homenagem prestada aos pequenos usuários assistidos pelo Hemose faz parte de atividades socioculturais e recreativas que têm o objetivo de proporcionar momentos de lazer, felicidade, inclusão e integração das crianças com outras famílias e os colaboradores da instituição”,  ressaltou a assistente social, Andrezza da Silva Ribeiro.

 

De acordo com o gerente do Serviço Ambulatorial do Hemocentro,  o biomédico Weber Santana Teles, a equipe multidisciplinar atua com um público que necessita de atendimento diferenciado, em função da vulnerabilidade ocasionada pela enfermidade.  “Esses momentos buscam proporcionar alegria e descontração, envolvendo todos os usuários. Por isso, a equipe e os parceiros se unem na promoção dessas atividades para a melhoria da saúde e da qualidade de vida das crianças e seus pais”, destacou.

 

Referência em atendimento de pacientes com doenças hematológicas, o Hemose tem um cadastro de aproximadamente 140 usuários que realizam tratamento de alguma coagulopatia ou hemoglobinopatias e demais doenças do sangue. Além das medicações ofertadas gratuitamente pelo Ministério da Saúde (MS), o público recebe acompanhamento por uma equipe multiprofissional composta por médicos hematologistas, pediatra,  enfermeiros, assistentes sociais, psicóloga, farmacêuticas, dentista, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem.

Atendimento ambulatorial

 

Para ter acesso aos serviços, os usuários devem procurar a unidade com documento de identidade e o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico de hemofilia, Anemia Falciforme, Doença de Gaucher  e Won Willebrand de segunda a sexta-feira, no horário das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones: (79)3225-8000 e 3225-8046.