Hemose: Ação contabiliza 509 novos cadastros para doadores de medula óssea

postado em: Notícias | 35

A campanha realizada pelo Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) no último sábado, 27, em Itabaiana, para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) conseguiu a realização de 509 cadastros. A ação teve como foco a mobilização “Todos por Rômulo”, organizada por militares da Polícia Militar do Estado de Sergipe (PM/SE) com as parcerias da Universidade Tiradentes (Unit), grupo Nunes Peixoto e a prefeitura do município, que disponibilizaram os espaços e voluntários para colaborar com o trabalho.

 

“Eu estou muito feliz em saber que tem tantas pessoas preocupadas em me ajudar. Meus colegas da Polícia Militar que estão envolvidos fazendo o cadastro e trabalhando como voluntários nas campanhas. As pessoas que não conheço, mas que estão solidárias comigo com minha família isso é muito bom, me ajuda, com fé e esperança para seguir em frente”, declarou Rômulo dos Santos Oliveira, na unidade de cadastro disponibilizada no supermercado Nunes Peixoto.

 

Foi nesse espaço, que após a abordagem incentivadora dos militares, a dona de casa Alessandra Oliveira Cruz acompanhada do esposo, Joel das Neves Cruz e da cunhada, Adriana Espírito Santo, realizaram o registro. “Eu soube que aqui em Itabaiana tem dois pacientes precisando do transplante da medula, Jonatas e agora Rômulo. Fiquei tocada com a necessidade deles, por isso, resolvi fazer e ainda convenci meu esposo e cunhada a aderirem a essa causa tão nobre. Amanhã pode acontecer com qualquer um de nos”, ponderou Alessandra.

 

Esse mesmo sentimento de solidariedade estimulou centenas de pessoas que, mesmo com toda a chuva, procurou os outros dois postos de coleta no município para realização do cadastro. Na unidade de saúde da família Dr. Souto Diniz, Hellen Teles Mesquita, que é doadora de sangue, também aderiu ao cadastro. “Sei como é importante, por isso me esforcei para vim. Tem muitas pessoas necessitando desse apoio e podemos ajudar. É nosso dever enquanto cristãos”, completou.

 

Em outro ponto de Itabaiana, no Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da Unit, o evento 8ª Manhã da Família: Cidadania para Todos, também abraçou a campanha “Todos por Rômulo”. Na sala destinada aos estudantes de enfermagem, os voluntários se revezaram no trabalho e na adesão ao cadastro. Para os acadêmicos, Matheus Pereira Lima, do curso de direito e Andressa Alves de Oliveira, de enfermagem, o cadastro é um gesto humanitário. “Sempre quis doar sangue, mas não consegui ir ainda. Como tem o cadastro aqui na cidade, e é muito importante, decidi fazê-lo”, disse Andressa. “Vim para ajudar e se a compatibilidade for positiva irei doar um pouco da minha medula”, completou Matheus.

 

Avaliação

 

De acordo com a gerente de Captação de Doadores, Rozeli Dantas, a campanha superou as expectativas diante da chuva. “O dia foi bastante positivo pelo compromisso e a disposição, tanto dos voluntários que trabalharam na ação como entre a população, que buscou os postos para fazer o cadastro. As pessoas ficam sensibilizadas com a questão da recuperação do paciente, todos estão comprometidos com a campanha para Rômulo, que também ajudará outros pacientes que aguardam encontrar um doador compatível”, destacou a assistente social.

 

Parceiros e serviços

 

A campanha mobilizou cerca de 40 voluntários, entre policiais militares, enfermeiros, professores, técnicos em enfermagem e profissionais que se revezaram na coordenação das equipes que trabalharam em duas frentes durante a campanha. Preenchendo os formulários com informações pessoais do candidato a doador  de medula e, outra equipe,  coletando a amostra com 4ml de sangue, para realização de testes de Histocompatibilidade (HLA), que  verifica as características genéticas entre o doador e o receptor. As informações ficam arquivadas no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) e cruzadas diariamente com o Registro Nacional de Receptores de Medula Óssea (Rereme).