Governo já contemplou quase 9 mil profissionais da saúde com tele-educação

postado em: Notícias | 12

Oferecer educação permanente em saúde aos profissionais da Rede de Atenção Básica, no seu próprio ambiente de trabalho, tem sido uma das estratégias mantidas pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), para qualificar os serviços assistenciais oferecidos à população. O Programa Telessaúde, que há quatro anos vem tornando esse objetivo alcançável no território sergipano, é desenvolvido em parceria com os ministérios da Saúde (MS), da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Educação (MEC).

Desde a sua implantação em Sergipe, o Telessaúde já contemplou quase nove mil profissionais atuantes em Unidades Básicas de Saúde (UBS), que tiveram acesso a 37 ações de tele-educação. Nesse período, 157 pontos de telessaúde foram implantados nas UBS, tornando o programa uma realidade em 74 municípios sergipanos, abrangendo assim 307 Equipes de Saúde da Família.

Segundo a coordenadora estadual do Núcleo de Telessaúde, em Sergipe (NTSE), Eneida Ferreira, para a implantação dos pontos nas UBS são instalados computadores com acesso à internet. Através desses equipamentos, os trabalhadores da saúde podem ter acesso aos serviços oferecidos pelo programa.

“Para ter acesso à qualificação profissional, esses trabalhadores não precisam se deslocar até a capital ou mesmo até os municípios sede de região de saúde. Quando isso acontece, inúmeros benefícios são agregados, a exemplo de economia de tempo gastos com deslocamentos, e garantia de assistência aos pacientes, visto que as webpalestras acontecem na própria UBS. Para o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), a vantagem é que todo o cuidado terapêutico acontece de forma mais célere, reduzindo as chances de qualquer complicação em seu quadro de saúde, evitando encaminhamentos desnecessários para outro nível de atenção. Dessa forma o Programa Telessaúde Sergipe contribui para otimizar as ofertas e cuidados da rede de atenção à saúde do estado.”, explicou Eneida Ferreira.

Serviços

Para garantir o funcionamento do Programa no estado, a SES conta com a parceria da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), onde encontra-se situado o Núcleo de Telessaúde Sergipe (NTSE), com profissionais qualificados, a exemplo de médicos, enfermeiros, odontólogos e uma equipe técnica que cuida das ofertas de serviços para o público contemplado. Entre os serviços oferecidos pelo Telessaúde Sergipe, estão a teleconsultoria, que é a resposta dada ao participante sobre alguma dúvida enviada através da plataforma nacional do programa (plataformatelessaude.ufrgs.br). As respostas são emitidas com base em evidências científicas e protocolos de saúde, sendo contabilizadas em 928 sessões desde a implantação do programa no estado.

“Outro serviço oferecido pelo Telessaúde às Equipes de Saúde da Família é a segunda opinião formativa (SOF), que implica na publicação de conteúdos relevantes e pertinente à Atenção Básica na Biblioteca Virtual em Saúde (aps.bvs.br). Esses conteúdos científicos são provenientes de teleconsultorias realizadas pelos profissionais da Rede Estadual de Saúde, e somam 105 SOF’s publicadas desde a implantação do programa em Sergipe. Outro grande serviço é a tele-educação, que acontece através de webpalestra ministradas por profissionais especializados em temáticas relacionadas à Atenção Básica de Saúde. Esses palestrantes são convidados pelo NTSE, e abrangem ainda docentes da Universidade Federal de Sergipe [UFS] e representantes do MS”, acrescentou a coordenadora.

 Temas

Entre as temáticas abordadas ao longo dos anos, através do Telessaúde Sergipe, estão a febre amarela, dengue, Zika vírus, Influenza A, saúde da mulher e do homem, tabagismo, queimaduras e suicídio. Eneida Ferreira destaca que desde a sua implantação, o programa vem contribuindo para a qualificação dos trabalhadores da Atenção Básica de Saúde, com vistas à otimização do cuidado integral aos usuários do SUS, em Sergipe. Esses profissionais podem contar com os recursos do Telessaúde no processo de aperfeiçoamento de suas práticas em saúde. Mesmo cadastrados automaticamente, eles podem adquirir outras informações sobre o programa através do telessaude.se@funesa.se.gov.br ou por meio do telefone (79) 3198 3812.