Governo Federal lança concurso para criação de nova embalagem da camisinha

postado em: Notícias | 3

Para alertar os jovens sobre os riscos das infecções sexualmente transmissíveis e chamar a atenção para o uso consciente do preservativo, o Governo Federal lançou um concurso que vai eleger a nova embalagem da camisinha masculina que é distribuída gratuitamente nas unidades de saúde de todo o Brasil. Para participar é preciso ser estudante dos cursos de design gráfico, publicidade, arquitetura ou desenho industrial. As inscrições são feitas pela internet até o dia 11 de setembro.

O vencedor do concurso vai ganhar uma viagem de três dias com direito a acompanhante para um dos sítios do Patrimônio Histórico Cultural da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura. O resultado e a premiação deve acontecer durante o 11º Congresso Brasileiro de HIV/Aids e o 4º Congresso Brasileiro de Hepatites Virais que acontecem entre os dias 26 e 29 de setembro.

Para o coordenador do Programa Estadual IST/Aids em Sergipe, Almir Santana, o concurso vai estimular o uso da camisinha entre os mais jovens. “Esta é uma excelente estratégia do Ministério da Saúde para prevenir às infecções sexualmente transmissíveis. Muitas dessas pessoas não querem utilizar a camisinha oferecida por achar que, pelo fato de ser do governo, não são boas. Quando na verdade é o contrário, temos uma camisinha de ótima qualidade e melhor do que muitas outras vendidas na farmácia”, disse Almir Santana.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a população entre 15 e 24 anos é a que menos utiliza o preservativo.  Uma pesquisa apontou ainda que o uso regular da camisinha entre parceiros eventuais caiu de 58,4% para 56,6% em menos de 10 anos. Já em parceiros fixos, este índice reduziu de 38,8% para 34,2%. Ainda segundo o Ministério da Saúde, a não utilização da camisinha fez número de pessoas com Aids aumentar no país. Somente entre 2006 e 2015 essa taxa mais que triplicou entre pessoas de 15 a 19 anos, subindo de 2,4 para 6,9 casos para cada 100 mil habitantes. Já na faixa etária de 20 a 24 anos, a proporção dobrou com 33,1 casos para cada 100 mil habitantes atualmente.

Prevenção em Sergipe

Para conscientizar os jovens sobre a utilização da camisinha, a Secretaria de Estado da Saúde tem realizado ações de prevenção. O coordenador do Programa Estadual IST/Aids explica que estas atividades são muito importantes para a diminuição no número de casos das doenças transmitidas através das relações sexuais. “Temos um trabalho muito interessante com os adolescentes nas escolas. Realizamos palestras educativas para que eles possam entender a importância da camisinha. Também realizamos ações nas festas de todo o estado para que os jovens possam mudar de atitude e viver com mais qualidade”, disse Almir Santana.