Em uma semana, Samu faz 897 atendimentos

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

A crise no abastecimento de combustível vivenciada nas últimas semanas no país não alterou a rotina de trabalho do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e nem afetou o padrão de qualidade do atendimento pré-hospitalar já conhecido da população sergipana.  Basta observar os números da última semana, 28 de maio a 3 de junho, para conferir a eficácia do Samu: Foram 897 atendimentos  a vítimas das mais diferentes situações, cobrindo todo o Estado, numa janela de tempo de sete dias.

Prestando assistência domiciliar, realizando resgates a acidentados nas ruas ou transferindo pacientes de uma unidade hospitalar para outra, o fato é que o Samu faz parte da vida da cidade.  De acordo com as estatísticas da Sala de Dados e Informações do Serviço, na última semana foram contabilizadas 5.771 chamadas para o número 192. Desse total, 900 foram trotes, o equivalente a 16% de todas as ligações recebidas. As demais chamadas para o Samu tiveram razões variadas como engano, desistência, orientação, reclamação e outras situações.

Do total de atendimentos, 725 foram realizados pela Unidade de Suporte Básico (USB), composta por enfermeiro e condutor, e os outros 172 foram feitos pela Unidade de Suporte Avançado, que tem a presença do médico. As quedas lideraram o ranking de atendimento, com 49 registros, seguidas de queda de moto, com 29 casos. As quedas da própria altura somaram 13, enquanto os atropelamentos ficaram em 10.

As estatísticas da Sala de Dados e Informações indicam ainda que sete pessoas sofreram intoxicação na última semana, mobilizando o Serviço para o atendimento pré-hospitalar. Além disso, o Samu realizou 88 transferências de pacientes inter- hospitalar.