Convite à imprensa – Saúde lança Campanha de Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis para o Carnaval 2017

postado em: Destaque 2, Notícias | 43

Por Morgana Barbosa

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através do Programa Estadual de IST/Aids, lança nesta quarta-feira, 08, a Campanha de Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis em uma coletiva de imprensa. O encontro será às 8 horas, no Auditório da SES. Com o tema “Não Vacile! Se o clima esquentar, use Camisinha!”, serão apresentadas as peças publicitárias disponibilizadas aos municípios que realizarão as festas carnavalescas.

O foco da campanha deste ano é enfatizar a importância do uso do preservativo na hora da relação sexual ocasional (ou não) não apenas no Carnaval, mas durante todo o ano. A iniciativa também visa incentivar a testagem para as pessoas que não se relacionaram sexualmente com camisinha e para as que são soropositivas iniciem o tratamento o mais cedo possível.

A ‘Prevenção Combinada’ será destaque na Campanha de Carnaval 2017. “Constatamos que muitas pessoas, apesar de reconhecerem o risco, optam por não utilizar a camisinha, o que se configura como escolha perigosa. Por isso, damos continuidade com divulgação da ‘prevenção combinada’ como forma de evitar as Infecções Sexualmente Transmissíveis. Essa é a primeira vez que esse tema ganha destaque em uma campanha de carnaval”, esclareceu o gerente Estadual do Programa IST/Aids, o médico Almir Santana.

Entre as medidas contempladas da Prevenção Combinada estão: a realização do teste rápido, o tratamento e a profilaxia pós-exposição para situações de risco. “Nesse caso, é utilizada a medicação antirretroviral, que deve ser administrada até 72 h após o contato com o vírus”, explicou Almir Santana.

A prevenção combinada também engloba a realização de teste rápido durante o pré-natal, que deve ser realizando tanto pela gestante quanto pelo seu parceiro. Caso o resultado seja positivo ou reagente, o tratamento correto pode reduzir os riscos de transmissão para o bebê. Além disso, a campanha alerta para cuidados com equipamento e seringas ou agulhas, que não devem ser compartilhados, pois oferecem risco de contaminação.

Desde 1987 até agora, foram notificados em Sergipe 5.483 casos de HIV /Aids. Além disso, entre os anos de 2010 e 2016, foram contabilizados 460 casos de Hepatites C, 757 casos de Hepatite B. A partir de 2013, dados parciais revelam 1.270 casos de Sífilis em Gestantes e 1.432 casos de Sífilis em crianças.

Para contribuir com a sensibilização e difusão dos mecanismos de prevenção dessas doenças, a campanha contará com material informativo, porta camisinha, abadas, faixas e divulgação nas redes sociais. A novidade desta campanha será o “chapéu camisinha”, que chamará a atenção da população para o tema com bom humor e irreverência. “Disponibilizaremos esse material para os municípios que realizarão eventos nesse período”, revelou o médico

O QUÊ? Lançamento da Campanha Estadual de Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis no Carnaval

QUANDO? Quarta-feira, 08 de fevereiro

HORÁRIO? 8 horas

ONDE? Auditório da Secretaria de Estado da Saúde. Praça General Valadão, Palácio Serigy, 1º andar.