Alivio da dor é tema de treinamento na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Dando seguimento às práticas de humanização, na manhã desta quinta-feira, 1, uma equipe composta por profissionais que atuam da Unidade Intensiva Neonatal (Utin) da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) participou de treinamento sobre práticas humanizadas.

Segundo a gerente da Utin, Monique Cabral, essas práticas garantem um cuidado maior com o recém-nascido e devem ser executadas de forma mais intensa na maternidade. “Essa é uma prática muito importante a ser instituída na unidade, já temos algumas ações, a exemplo do Método Canguru. Fazemos uma reunião mensal cientifica com tudo que tem de atual e pomos em prática na unidade, nos mantemos atualizados para que nossas ações sejam ainda mais eficazes”, explicou.

Durante o treinamento os profissionais aprenderam mais sobre o tratamento não farmacológico da dor. “É um trabalho que humaniza o cuidado e essa prática já está difundida, já escolhemos a escala da dor e vamos treinar utilizando as manobras necessárias para cada procedimento”, finalizou a enfermeira Monique Cabral.

Atitudes devem ser tomadas para aliviar a dor neonatal. Para isso, o profissional deve saber identificar alguns sinais passados pelos bebês prematuros. “O estresse, coloração da pele e alteração fisiológicas e comportamentais são alguns sinais. O treinamento nos deixa a par de como tratar o prematuro de forma mais humanizada, sem muita medicação”, afirmou a técnica de enfermagem, Simone Freire.