Acidentes de trânsito compõem maioria dos atendimentos do Samu

postado em: Destaque 3, Notícias | 24

 

Por Luiza Sampaio

As vítimas de acidentes de trânsito continuam no topo do ranking dos atendimentos por causas externas feito pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Somente na última semana, entre os dias 6 e 12 de março, foram 105 no total: 54 quedas de moto, 29 colisões entre carro e moto, 10 atropelamentos, 10 colisões entre motos e outras duas entre carros.

“A imprudência, o desrespeito às leis de trânsito e a combinação álcool e direção são os principais motivos para os acidentes, que geram graves consequências e um alto custo no atendimento às vítimas, tanto para a assistência pré-hospitalar quanto na que é feita nas unidades da Rede”, enfatiza a superintendente do Samu, Maria Lúcia Santos.

A violência urbana também fez vítimas no período. Segundo o balanço do Serviço, foram 27 pacientes atendidos com ferimentos por arma de fogo, 18 por agressão física e 15 com ferimentos por arma branca. “Além disso, o Samu registrou 48 pacientes por queda, sendo que 10 foram da própria altura”, completa a gestora.

Para atender a demanda, foram disponibilizadas 17 motolâncias, 169 Unidades de Suporte Avançado (USA) e 714 Unidades de Suporte Básico (USB). “O Samu registrou ainda, 67 orientações por telefone, passadas pelos médicos reguladores que atendem os pacientes pelo telefone 192, bem como 495 trotes, número que tem declinado no último mês”, informa.

Sriha

Também na última semana, o Serviço de Remoção Inter-Hospitalar Assistida (Sriha) realizou 294 transportes, além de 169 remoções assistenciais, regulando o fluxo de pacientes entre as unidades da Rede Hospitalar do Estado.

O Sriha contabilizou 125 transportes de logística, oito altas sociais, 10 transportes para avaliação de especialistas, 16 remoções de gestantes de baixo risco, 33 transferências de pacientes entre hospitais da Rede e 102 remoções para realização de exames e procedimentos.