SES e Municípios discutem Políticas de Saúde em reunião do Colegiado Interferativo Estadual

postado em: Destaque 3, Notícias | 6

Por Herieta Schuster

 

O Colegiado Interfederativo Estadual de Sergipe (CIE) reuniu-se nesta quinta-feira, 27 com representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Secretários Municipais de Saúde. Antes do encontro, ocorreu a Assembleia do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems). As reuniões são mensais para que as demandas dos municípios sejam discutidas e aprovadas.

 

Foi apresentada a proposta de inserção dos exames do Programa de Proteção às Gestantes (Protege) no  sistema de Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL) do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Os gestores municipais também fizeram um balanço do programa Mais Médicos em Sergipe.

 

“Reuniões como essa são importantes porque conseguimos reunir a maioria dos gestores para discutir a proposta do Lacen, sobre a alimentação dos dados no gerenciamento laboratorial e o encerramento do primeiro ciclo do Mais Médicos. Temos 200 médicos do programa, entre brasileiros e cubanos. Sem dúvida, eles fizeram a diferença principalmente na Atenção Básica dos municípios, oferecendo a consulta primaria, o acolhimento do paciente no consultório. Foi um grande avanço”, destacou Salviano Mariz, secretário Executivo do Cosems.

 

Na ocasião, os profissionais do Mais Médicos receberam do Ministério da Saúde, SES e Cosems certificados de agradecimento pelos serviços prestados em Sergipe.

 

 

O secretário Executivo do CIE, João Lima Júnior, falou da importância das duas agendas e a importância do espaço Colegiado, onde Gestores Estadual e Municipais têm a oportunidade de pactuar todas as pautas estratégicas e fundamentais para o SUS em Sergipe.

 

“Entre outras pautas, foi destacada a pactuação do Habilitar, no Hospital Universitário de Aracaju, para a realização do Transplante de Córnea, serviço que trará benefício para a população sergipana. Abordamos, também, a inserção dos exames do pré-natal das gestantes no sistema GAL, medida que trará grandes avanços. Será a oportunidade que os gestores municipais terão em otimizar o tempo resposta desde a coleta até os resultados desses exames”, explicou João Lima Júnior.

 

A reunião também contou com a presença de Enock Luiz Ribeiro, presidente do Cosems, que falou da importância dos atuais gestores municipais terminarem o mandato de forma organizada.

 

“Pedimos aos gestores que sejam bastante responsáveis, que concluam seus mandatos com tudo regularizado, mantendo os serviços essenciais em pleno funcionamento. Almejamos que eles façam os relatórios de gestão com os documentos exigidos em dia, repassando-os para a próxima gestão, para que tenha facilidade de iniciar suas atividades colocando a máquina para funcionar de forma plena e eficaz”, argumentou o presidente.

 

Atualizado: