Samu realiza parte prática do  curso de Suporte Básico de Vida para Leigos

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), está dando continuidade, nesta terça-feira, 16, ao  curso de Suporte Básico de Vida para Leigos, do projeto Salve,  destinado aos servidores da SES. Nesta segunda etapa, optou-se por realizar atividades práticas, já que no primeiro momento do curso, realizado nos dias 9 e 10, terça e quarta-feira foram efetivadas a parte teórica. A ação está sendo realizada no auditório do Centro administrativo da Saúde Senador Gilvan Rocha e tem como objetivo capacitar os servidores a reconhecerem uma parada cardíaca, além de proceder diante da situação.

Para atender à demanda da melhor forma, os 123 servidores que participaram na primeira etapa dividiram-se em quatro grupos, explica  o gerente do Núcleo de Educação Permanente, Ronei Barbosa. “Com um grupo menor, a curva de aprendizagem é bem maior, não dava para colocar 123 pessoas e tirar a dúvida  de todos, por isso, fracionamos em grupos menores e, assim, temos condições de tirar dúvidas individuais”, destaca Ronei.

Além de rever os conceitos da primeira etapa do curso, os trabalhadores também  manusearam os manequins que simulam uma parada cardíaca real, tiveram a oportunidade de aprender as compressões torácicas cardíacas (massagens cardíacas), também usam o desfibrilador, que é o equipamento que dá o choque no paciente, além de participar de uma simulação em que eles fazem a identificação de uma parada cardíaca.

A funcionária do setor administrativo do Samu, Ivani Rocha, considera que o curso é uma oportunidade enriquecedora. “ Embora tivesse alguma noção, o curso ampliou o meu conhecimento, tanto a parte teórica quanto a prática trouxe muitos esclarecimentos. Na avaliação final tirei 10 e estou me sentido muito feliz.  Você sai com a sensação de que pode ajudar as pessoas, estou me sentindo apta” disse.

A funcionária da Vigilância Sanitária, Flávia Cristina Carvalho, enfatiza que o curso instrui na iniciativa e tomada de procedimentos nesse tipo de assistência. “Claro que a parte emocional interfere, mas os facilitadores passaram tudo com tanta segurança que torna tudo possível. Isso nos deixa mais confiantes a prestar aquele primeiro atendimento, caso seja necessário”, contou.

“Costumamos dizer que isso não é um curso, é uma filosofia. Na parada  cardíaca, quem salva é a pessoa que identifica. Então, em qualquer lugar que ocorrer, por mais que tenhamos Corpo de Bombeiros e Samu, ou seja, serviços especializados, quem salva é quem identifica a parada, isso porque ela não espera. Cada minuto que passa sem a vítima ter os primeiros socorros perde 10% de chances de sobreviver . A ideia é que as pessoas identifiquem a parada,  inicie os procedimento e quando o Samu chegar, a gente possa dar continuidade aos atendimentos”, reforça Ronei Barbosa.

 

Cronograma

Curso prático (Turma 2) 23.04.19, das 14h às 17h

Curso prático (Turma 3) 14.05.19, das 08h às 12h

Curso prático (Turma 4) 21.05.19, das 08h às 12h

 

Fotos: Flávia Pacheco ASCOM SES

Atualizado: