Hemose: Desejo de ajudar é um incentivo para doação de sangue regular

postado em: Destaque 2, Notícias | 0
A primeira doação de sangue geralmente parte de uma decisão pessoal ou do estímulo de alguém próximo que necessita de atendimento transfusional. Nesta sexta, 18, a dona de casa, Josilene Farias Lima Santana, viajou do município de Nossa Senhora Aparecida, distante 93 quilômetros de Aracaju,  até o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) , para doar.
“Meu pai fez tratamento e precisou de sangue, na época,  não pude doar e fiquei com essa dívida comigo mesma”, lembrou ao contar que a irmã doadora, Jaqueline de Farias Santana sempre que vinha doar fazia o convite. “Hoje,  foi o dia de cumprir com meu desejo e acompanhar minha irmã. Temos que nos colocar no lugar do outro, pois não sabemos se podemos precisar. Agora virei sempre”, disse.
Jaqueline Santana fez a primeira doação no Hemocentro em 2018, ao atender o convite de uns amigos de Aparecida. “A rotina de vida da gente é sempre corrida e, muitas vezes, precisamos de um estímulo ou uma oportunidade. Foi assim que doei e continuo doando. Tenho certeza de que a minha atitude ajuda outras pessoas”, contou na sala de coleta ao ressaltar. “Venho a cada quatro meses independente dos pedidos”.
O gesto das irmãs se repete diariamente quando centenas de pessoas procuram a unidade de hemoterapia para colaborar com o serviço. Segundo a gerente de Coleta, Florita Aquino, o primeiro estímulo dos voluntários vem do desejo de ajudar a salvar vidas ou ainda da pratica de uma ação de responsabilidade social, relacionada às campanhas formalizadas por empresas e instituições.
“A população começa a entender a importância da doação e, principalmente,  a necessidade dos pacientes que nos leitos aguardam por transfusão sanguínea, em decorrência de cirurgias de grande porte causadas por fraturas graves ou doenças, que fazem uso contínuo de algum componente sanguíneo, como o câncer e a leucemia”, informou a enfermeira.
Doação
Para ser um doador de sangue é preciso estar saudável, ter entre 16 a 69 anos, ter mais de 50 quilos e portar um documento oficial com foto. Os menores de 18 anos precisam apresentar o termo de consentimento que está disponível para download no site do Hemose: www.hemose.se.gov.br. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.