Hospital Regional de Lagarto fará competição para incentivar e avaliar higienização correta das mãos

postado em: Destaque 2, Notícias | 7

Por Tito Lívio de Santana

hospital_de_lagarto_3Estimular e avaliar os profissionais de saúde e demais colaboradores em relação à técnica correta de lavagem das mãos no ambiente hospitalar. Este é o objetivo da competição que será realizada do dia 5 a 12 de maio entre os trabalhadores atuam no Hospital Regional Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro (HRL), em Lagarto, na região Centro-Sul de Sergipe.

A competição faz parte da programação alusiva ao Dia Mundial de Higienização das Mãos, que transcorre no dia 5 de maio, a fim de conscientizar os profissionais de saúde e demais colaboradores sobre a importância da higienização das mãos para a prevenção e redução das infecções hospitalares. A iniciativa é da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e destina-se, além dos profissionais de saúde, como médicos, pessoal de enfermagem, fisioterapeutas e nutricionistas, também a outros trabalhadores, como pessoal que atua na área de higienização.

“Durante a competição, vamos avaliar e incentivar os profissionais a realizarem corretamente a lavagem das mãos, seguindo os seis passos preconizados nas normas técnicas e orientações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)”, ressalta a enfermeira do SCIH do HRL, Daniela de Matos Pereira.

“Para tanto, vamos vedar os olhos dos profissionais e sujar suas mãos com uma espécie de tinta guache, estimulando-os a executarem, a partir da utilização do sabão líquido, as técnicas corretas de lavagem, para que assim possam ser avaliados”, explica.

 

Redução das infecções

De acordo com o médico infectologista Thiago da Silva Mendes, Referência Técnica e coordenador do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do HRL, o hábito de higienizar as mãos, no ambiente hospitalar, é essencial para a prevenção e redução das infecções, promovendo a segurança dos pacientes, profissionais e demais usuários dos serviços de saúde.

“Utilizar o álcool em gel é eficaz contra todos os tipos de germes, incluindo o vírus da gripe H1N1, além de comprovadamente eliminar mais de 90% das bactérias”, explica o infectologista. “A lavagem das mãos é uma medida simples, econômica e eficaz na prevenção de doenças e infecções, sendo importante para a saúde individual e coletiva”, acrescentou.

De acordo com o manual da Anvisa “Higienização das Mãos em Serviços de Saúde”, as mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos durante a assistência prestada aos pacientes, pois a pele é um possível reservatório de diversos microrganismos, que podem se transferir de uma superfície para outra, por meio de contato direto (pele com pele), ou indireto, através do contato com objetos e superfícies contaminados.

Assim, a higienização das mãos é considerada pelo órgão a medida individual mais simples e menos dispendiosa para prevenir a propagação das infecções relacionadas à assistência à saúde. Recentemente, o termo “lavagem das mãos” foi substituído por “higienização das mãos” devido à maior abrangência deste procedimento. O termo engloba a higienização simples e a antiséptica, além da fricção anti-séptica e a anti-sepsia cirúrgica das mãos.

 

Programação

A programação da Semana de Conscientização sobre a Importância da Higienização das Mãos no Ambiente Hospitalar inclui ainda, além da competição, a realização de uma palestra sobre tema, que acontecerá no dia 5, a partir das 11h, na sala do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Hospital Regional.

Já campanha, segundo o médico Thiago Mendes, servirá para incentivar e checar o ato de lavar as mãos entre colaboradores do hospital. “Os melhores de cada setor e turno serão classificados para uma grande final a ser disputada no dia 12 de maio. Os três primeiros colocados serão premiados”, ressaltou.

 

Atualizado: