Campanha solidária estimula doação de sangue de jovens

postado em: Destaque 3, Notícias | 0
A solidariedade de voluntários do grupo ‘Salvar vidas não custa nada,’ do município de Lagarto, colaborou com o serviço de doação de sangue. Nesta edição, a ação contou com o apoio dos jovens Jeammine Santana Sandes, 16 anos,  Dhiogo Raphael Aguiar Barreto, 17 anos, e Beatriz Oliveira Fontes, 17 anos, que doaram pela primeira vez. “Estudamos todos na mesma escola e essa foi uma oportunidade de virmos juntos. Acho importante ajudar e a doação é uma ação do bem”, disse Raphael.
Durante a doação no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), unidade da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH), que integra a Rede Estadual de Saúde, no grupo de pouco mais de vinte participantes, Ruth de Souza Menezes relatou que doa a cada quatro meses. “Eu já vi o desespero das pessoas que têm parentes internados esperando por uma bolsa de sangue. É muito gratificante saber que estamos ajudando alguém”, disse.
Integrante do grupo de Lagarto, Elrides da Silva Andrade, disse que ser doadora é um privilégio. “Eu venho sempre que está no período. Acho que se é para fazer o bem não custa nada ajudar”, declarou ao acrescentar: “Enquanto tiver saúde boa para doação, faço questão de vim colaborar e ainda incentivo outras pessoas”, salientou.
A gerente de Captação de Doadores, assistente social Rozeli Dantas, lembrou que, com apenas uma bolsa de sangue é possível ajudar a salvar até quatro vidas. “Essa é a motivação principal de quem doa um pouco do seu tempo para um ato de amor. Para muitas pessoas, a doação significa um gesto de solidariedade, mas para muitos pacientes essa é a esperança para continuar vivendo”, analisou.
Ela ressaltou ainda  que a doação é um procedimento seguro com a coleta de no máximo 450 ml de sangue. “Por isso que no dia anterior à doação é importante que o candidato tenha dormido bem pelo menos nas últimas 6 horas e não tenha ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas antes da doação. E no dia mesmo da doação, a pessoa deve se alimentar normalmente para evitar doar em jejum”, esclareceu Rozeli.
Critérios
Para doar é necessário estar bem de saúde, ter entre 16 a 69 anos de idade, pesar acima de 50 kg, está bem alimentado e apresentar documento oficial, com foto, válido em todo território nacional, pode ser carteira de identidade, carteira de trabalho e carteira de motorista, entre outros. Maiores informações sobre o serviço através dos telefones: (79)3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.