Pediatra do Huse alerta sobre o cuidado com as crianças nas férias escolares

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

No parquinho do condomínio em que reside, a pequena E.T, 7 anos, escorregou e fraturou o braço. Ela está internada no setor de pediatria do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Um susto que está comprometendo o início das férias escolares da menina. O adolescente I.O, 12, andava de skate com outros dois amiguinhos em frente a sua casa no bairro Olaria. Em uma de suas manobras, o skate deslizou e ele acabou escorregando e batendo a cabeça no chão. Preocupada, a sua mãe não pensou duas vezes e veio para um atendimento e exames no hospital.

Fatos dessa natureza acontecem diariamente na Pediatria do Huse, com a chegada das férias escolares. Nessa época, os cuidados com as crianças devem ser redobrados e a coordenadora do setor, Cristiane Barreto, faz o alerta para evitar que as férias acabem mais cedo para os pequenos.

Férias escolares é sinônimo de trabalho dobrado. Os pais devem estar sempre vigilantes e atentos com produtos e materiais que deixam espalhados pela casa. Moedas, produtos químicos e até brinquedos com peças soltas e menores fazem grandes estragos quando ingeridos pelos pequenos. Para os maiores, mais atenção com as brincadeiras, principalmente as de correr, aqui na urgência, chegam muitas vítimas com fraturas e cortes”, informou.

A pediatria do Huse realizou no ano passado cerca de 3.200 atendimentos no período de férias escolares. A unidade funciona 24 horas por dia e dispõe de recursos científicos, técnicos, equipamentos e materiais específicos à assistência integral a crianças de zero a 12 anos.

O serviço conta com 45 leitos para enfermarias e 10 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A capacidade de atendimento é de 68 vagas no Pronto Socorro. Atualmente, a Unidade Pediátrica do Huse conta com uma equipe composta por 450 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, entre outros.

A Pediatria do Huse é a única de Sergipe referência nos atendimentos de alta complexidade. O setor trabalha no regime de porta aberta de acordo com o que preconiza o Ministério da Saúde e oferta especialidades médicas como: nefrologia pediátrica, cardiologia pediátrica, gastroenterologia pediátrica, entre outros.

Atualizado há

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.