Comissão de Pele do Huse inicia ciclo de capacitações sobre lesão por pressão

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

O Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), gerenciado pela Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), deu início nesta quarta- feira, 14, a um ciclo de capacitações sobre lesão por pressão. O momento faz parte das comemorações referentes à Semana de Prevenção de Lesão por pressão. No Huse, os colaboradores das UTI’s 1 e 2 serão os contemplados com essas capacitações, já que é o local que concentra pacientes com maior probabilidade de fazer lesão por pressão.

 

As capacitações ocorrem no período da manhã e tarde e, segundo a enfermeira da Comissão de Pele do Huse, Mônica Rabelo, a intenção é fazer prevenção, discutir o que é lesão por pressão e orientar o que pode ser feito pelo paciente nesses casos. “Inicialmente começamos pelas UTI’s e vamos dar segmento até a próxima semana. No próximo dia 21 faremos uma grande caminhada em todo o hospital com voz e violão, além de uma grande panfletagem, fazendo a prevenção internamente nas unidades”, explicou Mônica Rabelo.

 

Já no próximo dia 22, o evento será no Auditório da Universidade UNINASSAU, com palestras para mais de cem funcionários do Huse e o objetivo de orientar e melhor capacitar esses profissionais que já estão desenvolvendo um ótimo trabalho no hospital. A enfermeira destaca que o Huse está alcançando bons índices de redução de lesão por pressão e com as orientações dadas, o objetivo é que os índices melhorem.

 

“Isso envolve toda uma equipe multidisciplinar com médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, entre outros profissionais. Um exemplo é a equipe da nutrição que vai fazer a prevenção através da dieta enteral mais equilibrada e suplementação. O plantonista vai observar a questão da introdução das drogas nos pacientes, já que tem medicações que fazem redução da circulação nas extremidades. A equipe de enfermagem vai fazer os cuidados com a higienização do paciente na mudança de decúbito, na hidratação, na mobilização junto com a fisioterapia. Ações como essas resultam positivamente no tratamento do paciente”, afirmou.

 

Para quem participou da capacitação, um momento de atualizar os conhecimentos em benefício do paciente. “São sempre muito bem-vinda essas capacitações para ficarmos atualizados, isso reflete na boa evolução do paciente e evita que ele tenha uma lesão por pressão principalmente aqui na UTI onde ficam acamados por mais tempo. A gente tem evoluído quanto ao quantitativo de lesão por pressão e a comissão de pele está sempre aplicando a educação em saúde para uma melhor qualidade de vida do nosso paciente”, concluiu a enfermeira da UTI 1, Suellen da Graça.