Funesa realiza Oficina de Elaboração do Plano Estadual de Educação Permanente em Saúde

postado em: Destaque 2, Notícias | 0

Gestores, coordenadores, referências técnicas de Educação Permanente e demais servidores de Fundação Estadual de Saúde (Funesa), estiveram reunidos na Oficina de Elaboração do Plano Estadual de Educação Permanente em Saúde, ministrada pela Coordenação de Educação Permanente em Saúde (COEPE) da instituição. A capacitação teve o objetivo principal de fortalecer o trabalho interdisciplinar e intrasetorial dos setores da Fundação, além de construir um modelo de elaboração de projetos regionais para o Plano Estadual de Educação Permanente.

Conduzida pela analista educacional Flávia Tenório e pela responsável técnica da Atenção Psicossocial da Funesa, Flávia Cristina Mattos, a reunião também buscou potencializar oportunidades de aprendizagem e estímulo ao desenvolvimento do trabalho em equipe, orientando a discussão  de problemas e necessidades dos serviços/setores; despertar os participantes para o olhar crítico da Educação Permanente em Saúde e seu processo de trabalho; favorecer a aprendizagem ativa e ampliar a troca de saberes das equipes acerca da organização do trabalho; estimular o desenvolvimento de habilidades de comunicação e negociação com o coletivo; incentivar capacidades de investigação e transformação da realidade.

A Coordenação de Educação Permanente liderou a criação de um piloto de oficina para elaboração de projetos regionais e, posteriormente, o desenvolvimento do Plano Estadual de Educação Permanente, além de aproveitar a oportunidade para  executar um processo de qualificação para os trabalhadores. “A ideia foi levantar demandas do trabalho em educação permanente e compartilharmos essa estratégia com os municípios, aplicando por região. Para alinhar essa atividade, realizaremos, ainda neste mês, encontros com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), além das regiões do estado, por meio de representantes dos trabalhadores dos municípios”, informou a analista educacional Flávia Tenório.

Para consolidar os projetos de cada região, bem como apresentar o Plano Estadual, haverá um seminário geral, a realizar-se no dia 12 de dezembro. Segundo a coordenação de Educação Permanente da Funesa, é fundamental contextualizar os novos servidores sobre o conceito de Educação Permanente. Para isso, houve abordagem sobre a política, o cenário  municipal e estadual, a Portaria nº 3.194/2017 – que dispõe sobre o Programa para o Fortalecimento das Práticas de Educação Permanente em Saúde no SUS (Sistema Único de Saúde) -, a necessidade de implementação de ações/iniciativas de fortalecimento das práticas de EP, Plano anual de Atividades, entre outras pautas.

“O profissional precisa ser capacitado, de forma que entenda o conceito adequado desse campo de atuação. Temos funcionários mais antigos, que migraram de setor, assim como os mais novos. Por isso é essencial se atualizar e explicar o que é a Educação Permanente”, disse  Danielle Barreto, coordenadora de Educação Permanente.

A  diretora-geral da Funesa, Lavínia Aragão, destacou que esse é um momento muito significativo, tanto para a Fundação, quanto para  Educação Permanente de um modo geral, pois o processo culminará na construção do Plano, a ser operacionalizado nos próximos anos. “Isso se dará em parceria com o Ministério da Saúde, que está financiando esse processo de composição dos projetos. Esse processo será finalizado no Seminário Estadual de Educação Permanente, onde esse Plano será apresentado e validado, uma vez que será construído coletivamente por todos os setores da Saúde. Para a Fundação isso é importante pra alinhamento, construção e identificação das necessidades de EP para os trabalhadores, visto que somos uma fundação-escola de saúde pública”.